Home Destinos InternacionaisEuropaPortugalLisboa Como andar de metrô em Lisboa

Como andar de metrô em Lisboa

por Fernanda

Atualizado em 22 de outubro de 2020

Andar de metrô em Lisboa é muito tranquilo. A rede tem apenas 4 linhas, divididas por cores e que percorrem boa parte dos pontos turísticos e também o aeroporto e estações ferroviárias. Na minha opinião, o metrô de Lisboa é o mais fácil de usar da Europa.

Lembrando que os portugueses chamam o metrô de “metro”, pois é o diminutivo de “metropolitano de Lisboa”.

como andar de metrô em Lisboa
O metrô de Lisboa. pio3 / Shutterstock.com

Veja como andar de metrô em Lisboa

Entenda as linhas do metrô de Lisboa

São 56 estações divididas em 4 linhas de cores diferentes (amarela, azul, verde e vermelha). Boa parte das atrações turísticas concentram-se nas linhas azul e verde. A linha do aeroporto é a vermelha e tem conexão com todas as outras. Veja como ir do aeroporto de Lisboa ao centro.

andar de metrô em Lisboa
Mapa do metrô de Lisboa

As estações são bem sinalizadas e não há dificuldade para fazer baldeação quando necessário. Além disso, há painéis eletrônicos nas estações e você pode acompanhar o tempo que falta para a chegada do próximo metrô.

Já contratou o Seguro Viagem?

  • Você sabia que um seguro viagem com cobertura mínima de 30.000 euros é obrigatório para entrar em Portugal? Ele pode ser solicitado pelo agente de imigração no momento da sua entrada. E, mesmo que não fosse, vale a pena economizar em um item tão importante? O seguro é mais barato do que você imagina e fica ainda mais barato com os 10% de desconto oferecido aos leitores do Preciso Viajar.
  • Faça já a sua cotação com desconto
  • Basta colocar os seus dados e cotar o seguro. O desconto é concedido automaticamente. 
  • Devido ao momento atual, verifique com atenção se o seguro que você está contratando cobre pandemias. 

Principais estações do metrô de Lisboa

  • Aeroporto – linha vermelha.
  • Oriente – linha vermelha. Estação do Parque das Nações e Shopping Vasco da Gama.
  • Colégio Militar/Luz – linha azul. Estação do Shopping Colombo.
  • Jardim Zoológico – linha azul. Estação da rodoviária e da estação de trem 7 rios.
  • Marquês de Pombal – linha azul.
  • Restauradores – linha azul. É a mais próxima da estação de trem do Rossio. Trens para Sintra.
  • Baixa-Chiado – linhas azul e verde.
  • Rossio – linha verde. Ótima região para hospedagem. Veja os melhores hotéis do Rossio
  • Cais do Sodré – linha verde. Estação de onde saem os trens para Cascais e os barcos para Cacilhas (Cristo Rei).

Metrô de Lisboa: Cartão Viva Viagem

Para utilizar o metrô e demais transportes públicos de Lisboa você precisa do cartão Viva Viagem, um cartão individual, reutilizável e válido por 1 ano. Você pode comprá-lo e recarregá-lo nas máquinas ou nas bilheterias. O preço é €0,5.

andar de metrô em Lisboa
Máquinas para comprar e recarregar o cartão Viva Viagem. Sergey Dzyuba / Shutterstock.com

A grande “pegadinha” do cartão Viva Viagem é que ele só permite um tipo de carregamento de bilhetes por vez. Na prática significa o seguinte: se você comprou um bilhete 24 horas para uso ilimitado no metrô e Carris (ônibus, elétricos e elevadores) e decidir usar o trem para ir para Cascais, por exemplo, terá que comprar outro cartão para carregar o bilhete para Cascais. Entendeu?

Opções de bilhetes para o cartão Viva Viagem

Bilhete individual

Bilhete válido para uma viagem.

Bilhete diário

  • É o bilhete válido para 24 horas. Você pode escolher os seguintes tipos de bilhete:
  • Carris/Metro – válido para metrô, ônibus, bondes e elevadores.
  • Carris/Metro/Transtejo (Cacilhas) – válido também para quem vai atravessar o Tejo de barco e ir para o Cristo Rei, por exemplo.
  • Carris/Metro/CP* – válido para metrô, ônibus, bondes, elevadores e comboio (trem) suburbano.

*Verificar qual a área abrangida pelo passe.

andar de metrô em Lisboa
As estações da linha vermelha são as mais bonitas. Rob Wilson / Shutterstock.com

Bilhete Zapping

É quando você faz um pré-carregamento de créditos no cartão Viva Viagem e o saldo é descontado cada vez que você utiliza o transporte público. A vantagem é que o preço de cada passagem fica mais barato do que se fosse comprada individualmente. O valor mínimo do carregamento é de €3 e podem ser efetuados carregamentos com múltiplos de €5 até o limite máximo de €40 por cartão.

Informações do metrô de Lisboa

Horário de funcionamento do metrô: diariamente das 6h30 à 1h.

Site do Metro de Lisboa: http://www.metrolisboa.pt/

Andar de metrô em Lisboa é realmente muito simples. Basta seguir todas essas dicas.

Continue planejando sua viagem para Lisboa

15 comentários
1

Artigos Relacionados

15 comentários

Vanessa 5 de outubro de 2016 - 13:18

A primeira imagem me lembou logo de cara o tube de Londres <3

Reply
Fernanda 5 de outubro de 2016 - 13:24

Parece mesmo 🙂

Reply
Aline 5 de outubro de 2016 - 13:48

Fernanda, na atual situação que anda o Brasil vc arrisca voltar pra Europa (morar)?
Desculpa a pergunta pessoal e que não tem nada a ver com o post, mas é que estou aqui encucada pensando sobre isso. A crise tá feia. Eu não ganho tão mal assim (na faixa de 5.000) e olha, ta difícil pagar aluguel, carro, despesas pessoais e ainda viajar sem cogitar vender um rim no mercado negro (brincadeirinha viu haha)…Tenho cidadania também e gostaria de receber uma opinião sua…

Reply
Fernanda 5 de outubro de 2016 - 13:56

Não tem problema, Aline. Sim, estou pensando nisso há um bom tempo e a vontade só aumentou depois de voltar para Portugal. Ainda estou analisando o que poderia fazer no exterior já que a carreira pública não é uma “carreira” em outros lugares do mundo e qual seria o lugar ideal para voltar. Concordo que a situação aqui está terrível e está muito difícil pagar as contas e guardar dinheiro, mas o que mais me preocupa é a violência. Entraram na casa onde eu morava, quase fui assaltada na rua, morro de medo de sair de noite. Tenho vivido numa neurose e deixando passar boa parte da minha vida por causa do medo. Isso me motiva mais do que dinheiro, sinceramente. Prefiro ter uma vida tranquila e com menos luxos, mas conseguir dormir em paz todas as noites.

Reply
Aline 5 de outubro de 2016 - 14:12

Realmente a violência está terrível..E não só nos grandes centros, no interior também. Eu moro numa cidade pequena e está terrível a bandidagem aqui. Acho que temos mais ou menos a mesma idade (sou de 1982), nasci e cresci no interior e lembro-me bem que assalto era coisa que “só acontecia em cidade grande”…Concordo com o que voce disse, melhor ter menos luxo e ter tranquilidade.

Fernanda 5 de outubro de 2016 - 14:30

Sim, mesma idade. Ainda estou amadurecendo a ideia, já que não é tão simples uma mudança dessas como foi quando eu tinha 20 anos.

Julliana Cortez 24 de novembro de 2016 - 10:51

Oi Fernanda. Então, a familia do meu noivo é de Portugal. Com a crise aqui no Rio ele foi dispensado e esta dificil para arrumar um novo emprego. Ele deu a sugestão de voltar a Portugal a trabalho. Ficar 6 meses lá, volta e fica alguns meses aqui e vai fazendo assim, já que ele irá trabalhar com a familia e terá essa flexibilidade.
O que você acha disso? Acha realmente uma boa ideia? Desculpa perguntar isso, mas você é a pessoa mais vivida que conheço e que pode me aconselhar sobre isso.

Fernanda 28 de novembro de 2016 - 08:30

Se ele tem emprego já garantido em Portugal eu acho uma boa ideia.

Carol 5 de outubro de 2016 - 15:35

Estava no mesmo barco que vocês. Há dois anos me mudei de Brasília para Dublin, aos 31 anos e com uma filha de 15. Não foi fácil, mas hoje colho fruto de esforços diários..Pedi exoneração (era escriturária no BASA) e vim sem medo de ser feliz..É meio tópico o que vou dizer agora, até porque não sei sobre a vida pessoal de vocês, mas se eu puder dar um conselho é: Venha pra Europa (ou EUA, Ásia, wherever) e tente sua vida aqui fora, pois aí só trabalhamos e não temos saúde, educação, segurança, enfim, não temos nada.

Reply
Fernanda 5 de outubro de 2016 - 16:34

Uma amiga minha ficou desempregada aqui em Curitiba e largou tudo (marido, inclusive) para viver em Dublin. Eu pedi para ela escrever sobre a experiência aqui. Vou tentar convencê-la novamente. De qualquer maneira, verei se acho um tempinho para escrever sobre as minhas próprias experiências de morar fora e o que eu ando pensando sobre isso. Obrigada pela participação, meninas 🙂

Reply
Marco 5 de outubro de 2016 - 17:36

Será ótimo se vc puder escrever mais sobre sua experência de ter morado fora. Eu tenho 16 anos, ano que vem já entro na faculdade, e quando terminar quero ir pra Londres. Acho que já li todos os seus posts :p

Reply
Leonardo Prestes 24 de outubro de 2016 - 23:31

Ainda bem que vc deixou claro do cartão Viva Viagem. Eu achei que era descartável e joguei fora. Tive que comprar outro. hehe

Reply
Fernanda 25 de outubro de 2016 - 20:38

Fiz algo parecido em Nova York e fiquei morrendo de raiva. risos

Reply
Vanessa 19 de janeiro de 2018 - 10:55

Fernanda, tem algum facilitador para pessoas com dupla nacionalidade (passaporte europeu) em Portugal? Do tipo, entrada gratuita em museus, preço diferenciado em outras atrações e tals? Estou querendo visitar o país em junho (na festa de santo antonio)para conhecer Fatima e outras localidades, seria uma época boa ? rs
Obrigada =)

Reply
Fernanda 19 de janeiro de 2018 - 20:24

Em alguns lugares eles oferecem descontos para portugueses que residem na cidade, mas para os portadores de passaportes os outros países da Europa não. Junho eu considero o melhor mês para ir para lá (mas os hotéis ficam mais caros).

Reply

Deixe um Comentário