Home Destinos InternacionaisAméricaEstados Unidos Guia de compras nos Estados Unidos

Guia de compras nos Estados Unidos

por Fernanda

Comprar roupa de grifes famosas no Brasil é caro e todo mundo sabe disso. Então, quando embarquei na aventura de 10 dias em Orlando + Miami +outlets, já sabia que o esquema de compras seria absurdo. E foi aí que tive a ideia de escrever esse guia de compras nos Estados Unidos.

Embarquei com minha amiga Manu (ótima cia de viagem) e fizemos o check-in com apenas uma mala (muito grande), que estava vazia. A moça do check-in perguntou o que iríamos fazer nos Estados Unidos. Nós disfarçamos e para não responder “muitas compras”, nós respondemos – “umas comprinhas”.

Nós levamos roupas para 2 dias, umas roupas íntimas e só. E tudo que eu levei era velho e caso fosse preciso, eu poderia deixar lá nos Estados Unidos, sem dor no coração.

Nosso voo chegou bem cedo em Orlando, pegamos o carro que já tínhamos previamente alugado e fomos direto para o outlet. Ficamos fazendo uma horinha na Starbucks e quando o outlet abriu, nós começamos a comprar feito duas desesperadas.

 
Os EUA não possuem serviço público de saúde. Uma internação fica na faixa dos U$2.000/dia.
Com o seguro viagem você não vai precisar gastar milhares de dólares caso tenha algum imprevisto.
 
 

Depois dessa experiência de compras nos Estados Unidos, que depois eu repeti algumas vezes com minha irmã (em Orlando também) e sozinha (em Nova York), divido aqui com vocês algumas dicas para facilitar suas compras.

Guia de compras nos Estados Unidos

Carro

Tanto em Orlando como em Miami é essencial alugar um carro se você pretende fazer umas comprinhas. Não vou te enganar, mas um dia não é suficiente para os outlets. Só que tem muita gente espertinha que sabe que os brasileiros estão com bastante dinheiro para gastar nos Estados Unidos e começou uma modinha de arrombarem os carros nos estacionamentos dos outlets. Como o seguro morreu de velho, recomendo que você evite colocar suas compras no porta-malas do carro. Coloque só quando estiver indo embora do outlet. Se arrombarem teu carro, você vai ter um puta baita stress com a locadora, mais um stress com a polícia e dificilmente irá reaver suas compras (e dinheiro), porque os estacionamentos são gratuitos. Conheço um casal que teve o carro arrombado e eles até conseguiram o reembolso do dinheiro porque eles tinham um seguro de viagem com o cartão de crédito (aliás, outra dica – faça o seguro de viagem). Mas para que correr o risco, né?

Truques para carregar as compras

As compras vão pesando e chega um ponto que você não aguenta mais carregar as sacolas. Então, existem basicamente 2 truques para diminuir esse peso:

1) Levar uma mala de rodinha bem grande e ficar arrastando essa mala pelo outlet no melhor estilo sacoleira do Paraguai. É bem pobre, eu sei.  Também morri de vergonha no começo, até perceber que a prática é comum. E sabe o que é melhor? Você pode comprar a mala no próprio outlet.

2) Carrinho de bebê. Você não precisa estar carregando um bebê para alugar um (aliás, recomendo que não leve bebês ou crianças nos outlets). Você aluga um carrinho e vai colocando suas sacolas dentro dele. Outra prática bastante comum.

Otimizando o tempo para as compras

Sendo curta e grossa: esqueça aquilo que você faz no Brasil de ir com mãe, pai, amigos, namorado (a), marido, esposa no shopping e ir passeando, olhando vitrine e horas depois, decidir o que comprar. Não dá para fazer isso nos outlets.

Os outlets são gigantes, não dá tempo de ficar voltando nas lojas. O que eu fazia: marcava um ponto de encontro e horário com as outras pessoas que estavam viajando comigo. Nos encontrávamos nesse ponto de encontro, trocávamos figurinhas de quais lojas estavam valendo a pena e voltávamos às compras.

Mas existe um jeito bem mais profissional que esse, aliás, existem alguns jeitos mais profissionais que esse.

1) Comprar um walkie talkie. Você fica com um, seu parceiro de viagem fica com o outro e vocês vão se comunicando a cada nova oportunidade (leia – promoção) das lojas. Vira e mexe dá umas interferências (tem muito brasileiro que faz isso), mas é um ótimo jeito de não se perder na selva, ops, no outlet.

2) Nextel. Se você tem um e seu parceiro de viagens também tem um Nextel, você pode usá-lo nos EUA. Não tem custo de deslocamento e funciona da mesma maneira que o walkie talkie.

3) Celular. Você pode comprar 1 chip local (no exterior é chamado de sim card) que vai custar uns U$25. Veja o da Travel Mobile.

Política de trocas

Muita gente pode não saber, mas a política de troca nos Estados Unidos é muito simples. A peça está com etiqueta e não está danificada? Você pode levar de volta na loja e pedir seu dinheiro de volta. Não precisa trocar a peça. Só para lembrar que você deve estar com o seu cupom fiscal.

Então, se você entrou na loja, a loja está cheia, você está sem tempo para provar, a peça está barata, mas você ainda está em dúvida se vai ou não levar, LEVE. Volte para o hotel, experimente e se realmente não ficou bom, você volta na loja e pega seu dinheiro de volta.

Se você pagou no cartão de crédito, você vai receber um crédito no seu cartão. Se pagou em doletas, vai receber os dólares de volta e se pagou num cartão pré-pago (visa travel money), o dinheiro volta para o cartão. É realmente muito simples, mas lembre-se das regras: peças com etiquetas, não danificadas e com cupom fiscal.

Cupons de desconto

Quase todos os outlets oferecem cupons de desconto para os clientes. É uma prática comum nos EUA. Normalmente são oferecidos de graça ou por uma pequena taxa (U$5) no balcão de informações. Vale a pena dar uma olhada nos sites também e pegar cupons online. É uma das melhores maneiras de economizar.

Alimentação

A correria nos outlets era tão grande que eu nem sentia fome. Fazia um lanche rápido na praça de alimentação (todos os outlets tem e não são caras) e depois que voltávamos para o hotel é que decidíamos onde iríamos jantar. Muitas vezes fomos no Olive Garden. Se você estiver em Orlando, tem muitos restaurantes da rede por lá.

Alfândega no Brasil

Existe um limite de compras no exterior e esse limite é de U$500, que por sinal é muito baixo. Além de compras no valor total de até U$500, você pode trazer 1 celular, 1 relógio e 1 câmera fotográfica para uso pessoal. Também não adianta comprar uma super câmera profissional e achar que ela estará isenta na cota. E o relógio, coloque no pulso.

É fato que a Receita está com os olhos bem mais atentos. Não adianta tentar trazer 5 malas, tirar todas as etiquetas das roupas, trazer 10 bolsas e falar que é tudo uso pessoal e que já eram coisas usadas. Outra coisa que notei é que a Receita tem bastante interesse em eletrônicos. Então, notebooks, ipads, etc. são sempre mais visados. Tem que ponderar bastante se vale a pena correr o risco de não declarar e ser pego e depois ter que pagar o imposto. Eu nunca entendi direito a tributação. Uma vez alguém me falou que se eu declarasse antes da alfândega que tinha passado da cota, eu pagaria 50% sobre o valor excedente e que se me pegassem e eu não tivesse declarado, pagaria 75% sobre o valor excedente (50% que já deveria ter sido pago antes e mais 25% de multa por não ter declarado). E, é bem isso mesmo.

Os voos de Miami e Nova York são mais mais visados. Se possível, tente evita-los. Isso não significa que voando de Dallas para Guarulhos, você está a salvo. Tenho visto diversas reportagens e parece que agora está rolando até raio-x das bagagens antes da sua mala chegar na esteira e que os fiscais já sabem quais malas são suspeitas.

Menos é mais

Quanto mais malas você tiver, maior será a chance de acharem que você excedeu a sua cota. Duas malas está de bom tamanho, embora eu sempre tente passar com uma.

Bom senso na hora das compras. Comprar muitas peças iguais pode parecer crime de contrabando. Se as roupas que você está trazendo são para uso pessoal, traga uma de cada modelo e cor.

Enxoval do bebê também está ficando cada vez mais complicado, principalmente porque os casais voltam carregados de malas, carrinhos, cadeirões e aí acabam caindo na malha fina. Vale muito a pena trazer roupas de bebês e se for em casal, na cota total do casal de U$1.000, dá para trazer muita coisa. Procure ficar dentro dessa cota.

E você? Já foi fazer compras nos Estados Unidos? Tem alguma outra dica para os viajantes?

120 comentários
0

Artigos Relacionados

120 comentários

Anna Lages Guerreiro 10 de novembro de 2012 - 20:09

Oi, Fernanda. Tava lendo seu post por curiosidade porque esse ano, por acaso, fui fazer compras em Orlando (não pra mim, fui só passear, mas participei da maratona nos outlets). Eu nunca tinha feito uma viagem com foco em compras. Comprar sempre foi o segundo plano pra mim em qualquer passeio (e continua sendo, apesar de ser divertido).
Mas a dica é sobre os cupons. Além dos cupons de desconto que vc consegue nos livrinhos impressos lá pelos hotéis e tal, vale muito a pena se cadastrar no site dos Malls, outlets e lojas, pra receber ofertas online. SEMPRE tem desconto. Foi muito útil nessa viagem de Orlando.
Por coicidência, uns meses depois fui com meu marido passear em New England e obviamente aproveitamos pra fazer algumas compras pra nós. Dessa vez descobri uma outra modalidade de cupom, oferecida pelo caixa da GAP: vc dá o seu e-mail pra eles, eles te cadastram ali na hora e nos dias seguintes vc já pode receber descontos. E aconteceu isso: no dia seguinte recebemos por e-mail um cupom de 15% de desconto em todas as GAP dos EUA, que já estavam em promoção devido ao Columbus Day e pronto! Aproveitamos pra comprar uns presentinhos com um preço ainda melhor! Até eu que não sou de ficar comprando e perco a paciência rapidinho em shoppings, adorei! E aproveitei…
Pra quem quiser sair do circuito Miami, Orlando, NY, mais uma dica: New Hampshire é tax free e tem um outlet imenso em North Conway, uma cidadezinha fofa ao pé das White Mountains. Quem tiver tempo e quiser dar uma voltinha, é só ir pra Boston, alugar um carro e conhecer a região que, especialmente no outono, é maravilhosa. Além dos outlets, você encontra um monte de lojas multimarcas espalhadas pelo caminho. E de quebra, aproveita uma das regiões mais bem desenvolvidas dos EUA, onde quase todo mundo que passa por você na rua te dá um sorriso 🙂

Reply
Fernanda 10 de novembro de 2012 - 20:57

Oi Anna! Obrigada pelas dicas. Eu ía fazer um post específico sobre cupons, mas acabei não fazendo. Shame on me. Mas agora vou escrever e incorporar essas suas dicas também.

Reply
Anna Lages Guerreiro 11 de novembro de 2012 - 14:31

De nada! Sei que há outros estados tax free, como o Alasca, por exemplo. Mas no Alasca não tem grandes shoppings, só é bom se vc já estiver passeando por lá e quiser comprar algo. Por exemplo, quando estivemos lá, nossa viagem incluía uns dias em NY também. Deixamos pra comprar nosso laptop na Best Buy de Anchorage, que ficou 8,6% mais barato que em NY. E era o mesmo preço em ambas as lojas, mas sem a taxa de NY ficou quase US$ 70 mais barato…

Reply
Fernanda 12 de novembro de 2012 - 06:57

Eu sabia que em NY não tinha imposto para roupas e calçados, mas não sabia que no Alasca era tax free geral. Bom saber, embora eu não vá ão cedo para o Alasca. Sabe qual é o esquema no Hawaii?

Reply
Anna Lages Guerreiro 12 de novembro de 2012 - 13:49

Não estive no Hawaii ainda, mas o que sei é que em muitos estabelecimentos a taxa está incluída no preço do que vc compra (os estabelecimentos não são obrigados a colocar o valor da taxa separado, como é comum nos EUA). Em outros lugares eles discriminam o valor – em torno de 4%. Mas realmente não tenho 100% de certeza sobre isso.
Sobre o Alasca, eles têm uma espécie de subsídio do governo. As lojas de eletrônicos lá vendem muito até pros asiáticos (engraçado, já que são eles os fabricantes das principais marcas)!
Mas nós aqui do Brasil dificilmente iríamos até tão longe pra fazer compras, né? Eu mesma só descobri isso por acaso, depois de fechar a viagem. Que aliás, vale muito a pena, viu? Muito mesmo. É um lugar maravilhoso…

Fernanda 10 de novembro de 2012 - 23:43

Só uma correção, a questão do imposto na volta… Se vc não declarar e for parado, tem que pagar a multa de 100%!! É isso mesmo, os 50% que pagaria se declarasse e + 50%!! Ou seja, tem que fazer as contas se dobrando o preço do produto ainda vale a pena trazer… Se custar metade/menos da metade vale a pena trazer de fora mesmo se vc dor azarado!! rs (o que é o meu caso… então se a diferença de preço for 30% ou 40% eu desencano…) Lembrando que o imposto só é aplicada para o que ultrapassar os 500 dólares, ou seja, se trouxer 700 dólares, só paga imposto de 200…

Reply
Fernanda 11 de novembro de 2012 - 09:07

Oi Fernanda!
Fui verificar novamente e diz que é 75% conforme minha amiga que é advogada tinha falado. Fica 100% se você pagar a multa em 30 dias. Veja ali embaixo o texto da Revista Veja. Você tem o link da Receita com esse valor de 100%? Porque se a informação estiver errada, quero corrigir aqui no blog para não confundir os leitores. Obrigada!

O que ocorre se o viajante ocultar que estourou a cota? Se o passageiro disser que não tem itens a declarar e for pego com, por exemplo, um tablet de 800 dólares, ele deverá pagar o valor dos impostos (item 2.) mais uma multa de 25% sobre o valor que tiver excedido 500 dólares. Se o pagamento da multa for feito após 30 dias, a pena aumenta para 50% do valor excedente. Nesse caso, se o passageiro quiser liberar o tablet prontamente, deverá pagar 225 dólares, sendo 150 dólares de imposto de importação e 75 dólares de multa por ter mentido na declaração.

Reply
Marcella 15 de novembro de 2012 - 21:42

Fernanda, grata pelas dicas. Vc têm dicas de compras específicas para Nova York? Sabe das lojas de departamentos mais baratas? Sei que é bem mais caro que na Flórida. Vc acha que vale a pena visitar o outlet Woodbury que fica a 1h30m de Nova York, ficaremos apenas 6 dias e temo desperdiçar 1 dia? Agradeço se puder me responder. Abraço,
Marcella

Reply
Fernanda 15 de novembro de 2012 - 21:51

Oi Marcella,
A vantagem de NY é que você não paga imposto sobre roupas e calçados e na Flórida você tem que pagar o imposto de 6,5%. Vale a pena ir no Woodbury sim. Dica – leve uma mala gigante para comprar e entre no site do outlet e veja os cupons que eles oferecem. Eu fui de ônibus (peguei na rodoviária) e gastei um dia inteiro. Outro lugar é a Century 21 (fica perto de onde era o WTC). Só que vai da sorte de ter coisas legais no dia. Eu não encontrei coisas tão boas lá, mas minha irmã encontrou.

Reply
Marcella 15 de novembro de 2012 - 22:51

Fernanda, vou seguir sua dica do outlet. Já haviam me falado sobre a Century 21. Quando voltar te dou notícias. Obrigada e continue firme com seu blog. Irei no começo de dezembro. Se pintar alguma outra dúvida, volto a te procurar.
Abraço,
Marcella

Reply
Fernanda 16 de novembro de 2012 - 07:37

Oi Marcella! Não esqueça da mala (sério mesmo). Eu não levei e tive que comprar lá.

Reply
Michelle 25 de abril de 2013 - 12:54

Ola, em NY paga-se 8,5% de imposto. Itens de vestiário e calçado até $50 estão isentos desse imposto. Em Miami o imposto acontece em cima de qualquer item, e a alíquota é de 6%.

Fernanda 26 de abril de 2013 - 19:16

é 6 ou 6,5% o imposto na Flórida?

Anna Lages Guerreiro 16 de novembro de 2012 - 11:17

Oi, meninas. Quando estive em Woodbury preferi alugar um carro e dormir uma noite lá perto. Fomos logo no primeiro dia: chegamos no JFK, alugamos um carro (com GPS, hiper importante, não é muito fácil ir sem ele) e fomos direto.
Na minha opinião, esse esquema tem várias vantagens:
1) vc já aproveita o primeiro dia onde chegaria no seu hotel de NY antes do horário de check-in. Em geral, a gente acaba largando as malas no hotel e indo rodar pela cidade, certo? Mas é justamente no dia em que estamos mais cansados da viagem, especialmente se pegamos um vôo noturno. Acabamos aproveitando menos os lugares legais de NY…
2) há muitas opções de hotel perto do Outlet, MUITO mais baratas que em Manhattan. É fácil achar um hotelzinho ou motel por US$80 a noite. Você pode fazer suas compras o dia todo e estar a algumas quadras do seu chuveiro e sua cama. Se esqueceu de comprar algo, ainda tem o dia seguinte pra dar um pulinho lá antes de voltar pra NY.
3) Woodbury é longe de NY. Perde-se mesmo um dia inteiro. Não sei quanto custa o ônibus, mas ir e voltar no mesmo dia cansa. Fora que vc provavelmente estará cansada tb no dia seguinte, por causa do bate-e-volta + bate-perna no shopping
4) vc pode levar menos coisas e já usar no segundo dia o que vc comprar lá!
5) vc pode checar com a sua locadora se há como devolver o carro em Manhattan (não no aeroporto). Assim vc já volta, deixa as malas no hotel, devolve o carro e já está livre pra conhecer a cidade sem precisar pagar táxi, ônibus ou ficar 1h20 no metrô do JFK pra Manhattan.
Mas isso tudo só funciona se vc viajar sem pacotes de hotel fechados. Aí vc tem autonomia pra escolher a quantidade de noites que quer ficar em cada lugar.
Pra finalizar, a Century 21 é ótima mas não se compara a nenhum outlet. Há muitas promoções mas se vc procura marcas específicas é melhor ir às lojas de cada uma delas. Mas não deixe de ir na Century 21 não, até porque fica na frente do antigo WTC, ou seja, esse é um lugar que vc vai acabar passando uma hora ou outra. Deixe pra ir no final do dia, na hora do almoço os locais que trabalham por ali aproveitam pra fazer compras: lota. E no final do dia vc já não vai precisar ficar carregando sacolas pra lá e pra cá o dia todo, nem perder tempo ir pro hotel deixá-las… Essa loja também é muuuuuito legal pra comprar coisas pra casa, cozinha, lençóis, toalhas… e até malas!
Enjoy!

Reply
Marcella 16 de novembro de 2012 - 13:51

Fernanda,não esquecerei a mala, posso esquecer meu filho no Hotel, mas a mala não esqueço!!!RSRS…
Ana ótimas suas dicas sobre ir logo no primeiro dia ao outlet. Vou ver se organizo a logística, já que estou com crianças.
Meninas, vou conversando com vcs então.
Abç,Marcella

Fernanda 16 de novembro de 2012 - 15:25

Se teu filho tiver idade para usar roupas da Carters, já entra no site hoje, faz o cadastro e pega os cupons. Eles tem uma espécie de cartão que a cada U$XXX em compras você ganha U$X e tem um dia na semana (na Flórida acho que era terça) que você ganha esse crédito em dobro. Cheguei a ganhar mais de U$200 para fazer compras na Carters.

Fernanda 16 de novembro de 2012 - 15:27

O ônibus é barato (coisa de U$10), mas é LOTADO e no final do dia, a fila é enorme e você corre o risco até de vir de pé. É bem perrengue. Como eu tava sozinha, fui de busão mesmo, mas essa ideia de alugar carro é ótima. Vou inclusive sugerir isso no post que escreverei sobre compras em NY. Obrigada Anna!

Anna Lages Guerreiro 16 de novembro de 2012 - 21:11

De nada, Fernanda, fico feliz em ajudar 🙂

Marcella 16 de novembro de 2012 - 16:45

Onde fica a Carters? Manhattan ou Woodburry?

Reply
Anna Lages Guerreiro 16 de novembro de 2012 - 21:10

Acho que não tem Carter’s em Woodbury, mas tem um monte de outras opções… Uma pena, pq realmente é uma loja incrível pra coisas de crianças. Aliás, vende coisas dessa marca no Target (aquele supermercado bem legal). Se alugar carro com GPS e der tempo, vê se tem algum no caminho…

Reply
Anna Lages Guerreiro 16 de novembro de 2012 - 21:14

Opa, acabei de ver por curiosidade no site de Woodbury, e tem Carter’s sim!

Reply
Fernanda 16 de novembro de 2012 - 21:26

Tem Carter’s no Woodbury e você pode usar os cupons (eu usei) e tem Carter’s na Century 21 que é uma loja multimarca. Achei várias coisas diferentes e mais baratas na Century, mas ainda acho que a Carter’s do outlet é melhor.

Reply
Marcella 16 de novembro de 2012 - 22:29

Meninas, já estou imprimindo cupons.
Bj,
Marcella

Reply
Fernanda 17 de novembro de 2012 - 15:50

Ai Marcella, que invejinha que estou de você. Pena que o dólar subiu muito, senão já planejaria outra viagem para lá. Estou com milhas vencendo.

Reply
Perla 17 de fevereiro de 2013 - 19:07

Olá Fernanda!
Estou indo para Miami e Orlando em abril e gostaria de levar os cupons de descontos. Você sabe me informar onde posso conseguir, quais os sites?
Obrigada pelas dicas. Foram muito uteis pra mim!

Reply
Fernanda 18 de fevereiro de 2013 - 09:37

Entre nos sites do Premium Outlets (Orlando) e no site do Sawgrass Mills em Miami. Só jogar no google.

Reply
Marcella 17 de novembro de 2012 - 22:30

Fernanda, vc têm alguma dica sobre lugares descolados para compra? Me falaram do Soho e East Village (acho que é isso mesmo). Vc sabe de locais com brechós ?

Reply
Fernanda 18 de novembro de 2012 - 19:49

Oi Marcella, de brecho eu nao sei.

Reply
Pedro 5 de janeiro de 2013 - 11:39

oiii Fernanda!!!
to indo p NY p fazer compras somente roupas, penso em trazer 2 malas grandes lotadaaaaaassssssss!! somente roupas..nada de eletronico!!!!!

a duvida é::::

Tiro as etiquetas das roupas ou, como ñññ vou levar nada de eletronico nas malas ñññ corro tanto risco!!!
qual sua recomendacao???
muito obrigado e Feliz 2013!!!

Reply
Fernanda 5 de janeiro de 2013 - 11:43

Eu tiraria as etiquetas e evitaria comprar várias peças repetidas das mesmas roupas.

Reply
Anna Lages Guerreiro 5 de janeiro de 2013 - 12:48

O que eu costumo fazer também é fazer compras no começo da viagem e usar algumas das roupas. De qualquer jeito, mesmo que não as use, é bom trazer algumas dentro da sacola com outras roupas sujas. Ajuda a caracterizar que a roupa é sua e não pra vender 🙂

Reply
Anna Lages Guerreiro 5 de janeiro de 2013 - 12:49

Sacola = saco de roupa suja, não a sacola da loja 😉

Reply
Fernanda 5 de janeiro de 2013 - 13:20

Exato, se é para uso pessoal não tem problema, mas revenda de roupas é contrabando. Se pegarem, tem que pagar a multa.

Reply
pedro 5 de janeiro de 2013 - 12:57

E PRA QUEM TEM A INTEÇAO DE VENDER???

Reply
Fernanda 5 de janeiro de 2013 - 13:19

É proibido como você deve saber.

Reply
Marcella 5 de janeiro de 2013 - 16:06

Pedro, voltei de Nova York em dezembro. Fiquei 8 dias. Foi uma viagem de passeio. Porém compramos roupas e tênis para nosso uso. O importante é vc usar lá e tirar as etiquetas. Porém embora Nova York não cobre impostos sobre roupas, achei muuuuuuito caro se comparado com Orlando, onde estive da última vez. Não sei se vale a pena ir para comprar MUUUUUITA roupa. Talvez o ideal seja vc ir a New Jersey há mais ou menos 2h30m de NY. Fui informada que lá existem outlets com grandes galpões e com bons preços. Fui a Woodburry e achei que para algumas marcas valeu a pena. Lojas de esporte, lojas de mochila etc. Porém as lojas de marcas de luxo tipo Chanel, Prada, etc tem os preços bem salgados. Até a Lacoste achei cara. No Brasil achei camisetas pelo mesmo preço de lá.

Reply
Fernanda 5 de janeiro de 2013 - 20:34

As marcas mais caras são caras mesmo nos outlets (já reparei isso na Lacoste e Burberry). O que vale a pena comprar nos EUA é roupa de classe média (pelo menos a da americana) e que faz sucesso aqui no Brasil. Gap, Tommy, Nike, etc. New Jersey vale a pena sim e não é tão longe de NY.

Reply
Beatriz 3 de dezembro de 2013 - 12:44

Uma blusa da aeropostale ou hollister é quanto em orlando? obrigada.

Reply
Fernanda 4 de dezembro de 2013 - 20:08

Não tenho a menor ideia. Sugiro entrar no site das marcas e ver os preços.

Reply
Renan Rodrigues 24 de janeiro de 2013 - 15:41

Olá Fernanda, tudo bem?
Estou pretendendo viajar em Setembro/2013 para MIA/ORL/NY (uma semana em cada local). Onde é melhor para fazer compras de roupas e eletrônicos em geral e da Apple?!
Vc tem alguma sugestão de hospedagem?
Grande abraço, curti muito suas dicas… 🙂

Reply
Fernanda 24 de janeiro de 2013 - 16:02

Olha, NY não paga imposto em roupas, mas acho bem mais caro que os preços da Flórida.
Coisas da Apple não varia muito o preço, então compre na loja da Apple mesmo.
Eu gosto mais de Orlando, tem gente que gosta mais de Miami.
Em NY fiquei no hostel da HI e gostei bastante. Em Miami e Orlando não me recordo o nome dos hotéis, vou ver se acho nas anotações.

Reply
Marcella 24 de janeiro de 2013 - 16:33

Renan,concordo com a Fernanda, acho que os preços da Flórida são melhores que os de NY.
Não sei onde vc irá primeiro, se Miami ou Ny, mas acho que vale a pena, se não comprar o IPhone na loja da Aple de NY, pelo menos visitar. Fica na 5ª avenida perto do Central Park e é muito linda.
Em NY fiquei no Milford Hotel,há 1 esquina da Times Square. Excelente ponto, perto de tudo (turístico), o preço é bom e o Hotel, embora esteja com a recepção em reforma e os quartos sejam pequenos, estes são limpos e banheiro também. Não tem café da manhã, mas lá do lado tem o Juniors enorme lanchonete que tem um ótimo café.
Também não me lembro do hotel que fiquei em Orlando. Se lembrar volto a postar.
Concordo com vc o blog da Fernanda é muito legal de dicas. Aproveitei muito quando fui pra NY. Marcella

Reply
Anna Lages Guerreiro 24 de janeiro de 2013 - 16:46

Posso dar um pitaco?

Pra mim, o melhor lugar pra fazer compras é onde vc estiver de carro, que provavelmente não vai ser NY, certo? E NY acho que é um lugar caro demais pra vc usar seus dias fazendo compras. Andar em NY cheio de sacola ou ter que voltar pro hotel pra “descarregar” não é muito produtivo. Eu sempre prefiro comprar em NY só aquilo que vc encontra por acaso andando na rua, sabe? Outra: Orlando é mais seguro e mais fácil de andar (de carro) do que em Miami: menos trânsito e tudo mais.

Além do mais, é duro ficar 1 semana entrando e saindo de parque, por isso as compras em Orlando tb são um descanso pra variar o programa. Mas isso tudo é gosto pessoal… pq o preço dos Outlets não varia tanto assim. Como a Fernanda falou, a ausência de imposto sobre roupas em NY acaba não compensando os preços um pouco mais altos.

Reply
Anna Lages Guerreiro 24 de janeiro de 2013 - 16:53

Hotel em NY: se vc não estiver procurando nada luxuoso e curtir um clima exótico em Chinatown pesquise o Hotel 91. Até hj foi o melhor custo benefício que tive em NY. Gastamos US$ 160 por noite, o casal, se não me falha a memória. Eu acho caríssimo, mas em NY é tudo caro mesmo.

Em Orlando tem mil opcões não muito caras no estilo Days Inn. Só procure ficar perto da International Drive, pq assim perde menos tempo pra ir pra lá e pra cá, já que é tudo meio longe, mesmo de carro.

Em Miami, esquema Days Inn tb, de preferência em Miami Beach. Eu nunca fico em hotel caro pq acho um desperdício… mas uma caminha boa e um banheiro limpo é primeira necessidade, né?

Mas de novo, é gosto pessoal 🙂

Reply
Fernanda 24 de janeiro de 2013 - 19:16

Eu fiquei no Comfort Inn Lake Buena Vista. Só que ele mudou de nome. Em 2011, eu reservei esse mesmo hotel, mas me deram um upgrade para outro (pq o Lake estava lotado) e era mais perto da International Drive. Sinceramente, é tudo igual. 2 camas de casal, um banheiro e um microondas e um frigobar.
Acho que hotel lá é só para dormir. Basta ser limpo (minha opinião, é claro). Eu acho que não compensa ficar dentro da Disney. Já fiquei em 1 quando fui na viagem de 15 anos e achei meio igual aos baratinhos que fiquei fora do parque.

Em Miami eu fiquei em Miami Beach, mas não lembro o nome.

Reply
Anna Lages Guerreiro 24 de janeiro de 2013 - 19:20

Concordo 100%, td igual mesmo. É o que eu chamo de “estilo Days Inn” 🙂 Já fiquei no Comfort Inn e rolou até um café da manhã simplezinho, que é coisa rara em hotel turístico nos EUA, né? Fora que qualquer hotel simplezinho em Orlando e Miami tem uma camona e um chuveiro forte. Já em NY é outro papo, tem muito hotel velho e sujo…

Reply
Fernanda 24 de janeiro de 2013 - 19:30

O Comfort tinha o tal café continental – pão, manteiga, café. Eu evito comer pão de manhã, então comprava iogurte e corn flakes e comia lá no restaurante ou íamos para a Starbucks mesmo. Lugar para tomar café nos EUA não falta. Eu também comprava muita coisa no Walmart e deixava no frigo do quarto para o café e o lanche da noite.
Mas já deixo a dica para jantar num restaurante nem tão “gordo” e mesmo assim barato – Olive Garden. Tem um post dele aqui no blog.

Anna Lages Guerreiro 25 de janeiro de 2013 - 20:57

Eu faço o mesmo que a Fernanda, compro coisinhas pra deixar no frigo… Se tiver microondas no quarto, melhor ainda.

Antonio Carlos 2 de junho de 2013 - 22:02

Com relação a hospedagem na Flórida, eu sempre fico em Kissimmee. É perto dos parques, tem dezenas de Motéis (no sentido americano da palavra)com as seguintes vantagens, vc consegue um quarto duplo igual aos Comfort Inn da vida por menos US$30 (1 a 4 pessoas), limpos, com café da manhã razoável, máquinas de lavar e secar e transporte grátis para os parques. Ou seja, a hospedagem sai de graça, se vc considerar que o estacionamento nos parques custa(va) US$14.00 , não gasta menos de US$ 15.00 para o café da manhã, economiza combustível e não tem que dirigir depois de um dia cansativo nos parques(isso não tem preço). Além encontrar, com as dicas dos recepcionistas, pequenos Outlets com bons preços (alguns imbatíveis,outros iguais aos grandes Outlets) e uma variedade de marcas razoável.

Fernanda 2 de junho de 2013 - 23:56

É, lá é uma boa opção mesmo. Eu fui nuns outlets lá.

pedro 24 de janeiro de 2013 - 20:02

HOLA!!!
QUERIA SABER POR FAVOR SE E MUITO DEMORADO O ATENDIMENTO NA LOJA DA APPLE DA 5TH AVENIDA???
E SE VALE A PENA JA DEIXAR COMPRADO O Q EU QUERO E IR LA SO PEGAR P ÑÑÑ FICAR PERDENDO TEMPO!!!
MUITOOO OBRIGADO!!!
O BOM DESSE BLOG E QUE TODOS OS PARTICIPANTES SAO PESSOAS SERIAS E SICERAS!!! COMPARTINDO DE VERDADE ESPERIENCIAS!!!!
D++++++++++++++++ DOO MOOOO VALORRRRRR

Reply
Fernanda 24 de janeiro de 2013 - 20:11

Acredito que as filas gigantes da Apple sejam só no lançamento de produtos. Quando eu fui, parecia rápido o atendimento.

Reply
pedro 24 de janeiro de 2013 - 20:17

ENTAO ÑÑÑ VALE A PENA JA DEIXAR COMPRADO E RESERVADO!!!P TENTAR ECONOMIZAR TEMPO??!?!?

Reply
Fernanda 24 de janeiro de 2013 - 21:13

não sei como funciona o esquema de comprar antecipado ou se isso é possível.

Reply
Marcella 25 de janeiro de 2013 - 09:32

Pedro,também não sei como é esse esquema de deixar reservado, porém fui a Apple (5ªAv) em dezembro, véspera de Natal, loja lotada, fila imensa e fui atendida em no máximo 20 minutos. Muito rápido. A logística deles de atendimento é diferente da nossa aqui, é bem rápido. Vc vai direto ao caixa,paga e já pega o produto com o caixa.

Reply
Anna Lages Guerreiro 25 de janeiro de 2013 - 20:55

Eu já usei o serviço de comprar online e buscar na loja da Best Buy. Foi muito bom, inclusive porque eles só debitam a compra no seu cartão no momento em que você retira. No meu caso, dei uma sorte imensa: comprei um notebook pela internet por US$ 650 e quando fui buscar, 1 semana depois, estava em promoção. O preço me foi repassado e eu saí da loja com um Vaio i5 por US$ 530.

A Best Buy também vende alguns produtos Apple. Dá uma pesquisada porque se for o mesmo preço vc pode comprar antes. É só seguir as instruções no site deles…

Reply
Renan Rodrigues 25 de janeiro de 2013 - 19:13

Fernanda suas dicas são ideais…Anna Lage e Marcela obrigado pelos “pitacos” kkkkk com certeza fará difereça!!

Por acaso vocês não conhecem alguém que vai dar uma passadinha em MIA/ORL/NY para me acompanhar? rs Não queria ir sozinho, sei lá..

Pode ser homem ou mulher, o que importa é a CIA e a amizade 🙂

Grande abraço…

Reply
Renan Rodrigues 29 de janeiro de 2013 - 17:52

Pessoal, agora eu fiquei confuso..kkkkk

Me disseram que comprar em Philadelfia é melhor que em ORL e/ou MIA…

Reply
Fernanda 29 de janeiro de 2013 - 18:32

É porque cada estado tem um imposto diferente. O da Flórida é 6,5%. Você sempre tem que colocar 6,5% a mais no valor da etiqueta. Não sei quanto é o imposto de Phili…

Reply
Anna Lages Guerreiro 29 de janeiro de 2013 - 18:40

E também depende de onde vc quer ir, né? Se vc for só fazer compras, melhor pesquisar os Estados que não tem taxa, como New Hampshire. Mas se vc tb vai pra conhecer os parques ou Miami ou NY, não vale a pena ir tão mais longe só pra fazer compras com uma taxa menor, pq vc vai gastar uma grana em deslocamento…

Reply
Fernanda 22 de março de 2013 - 14:39

Gente! Viram a novidade de hoje? Guia grátis de hotéis e hostels nos EUA. Corram lá para baixar. http://issuu.com/blogfinestrino/docs/guia_usa_hoteis

Reply
Renan Rodrigues 28 de março de 2013 - 09:07

Fernanda,o Guia está muito booooooom!!!
Já imprimi e vou usar bastante em minha viagem!!!
Muito obrigadooooo, vc é d+ 🙂

Reply
Fernanda 28 de março de 2013 - 13:27

Oi Renan,
Que bom que deu tempo de você usar antes da viagem e que bom que gostou.

Renan Rodrigues 8 de abril de 2013 - 10:04

Siiiim, programei minha viagem para Setembro.
Vou direto para Chicago, passo três dias, depois vou para Indiana por mais três dias (visitar amigos) e depois alugo um carro e vou até NY visitando algumas cidades, etc…em NY fico até dia 20/09. Agora estou pesquisando os valores de hotel, hostel ou apto e aluguel de carro!!!
Paguei R$1.800 nas passagens, uma meega promoção da United na sexta-feira (05/04) de manhã…

Fernanda 9 de abril de 2013 - 02:16

eu paguei R$1400 para o Hawaii (acredite se puder). Promoção da United também (já te adianto que a empresa é um lixo). Vou até escrever um post sobre ela e o stress que passei com o atraso de um dos meus voos.
Ah! e nos voos internos eles não servem comida. Meu voo teve duração de 11 horas e não serviram nem amendoim.

Renan Rodrigues 10 de abril de 2013 - 10:09

Nossa, que estranho. Pesquisei na internet antes de fechar essa passagem e li vários comentários bons sobre a United!! rs #MEDO
Espero que até a data da viagem, tenha uma melhora!! kkkkk

Fernanda 11 de abril de 2013 - 04:55

kkkk…meu post sobre a United (ainda não publicado) tá tenso!

Edson gomes 2 de fevereiro de 2013 - 22:26

Olá Fernanda boa noite,
minha vontande é viajar para a cidade das lojas de instrumentos musicais nos estados unidos, comprar aquelas guitarras que aqui no Brasil custa o olha da cara,Fernanda quando eu for me dar uma ajudinha ok?

Reply
Fernanda 3 de fevereiro de 2013 - 11:06

Oi Edson,
Com certeza é mais barato que aqui, mas infelizmente não entendo nada de instrumentos musicais e nem sei quem vende lá nos EUA. Acho que colocar no google é a melhor opção.

Reply
Livia 27 de março de 2013 - 17:58

Morei nos EUA por alguns anos e vou deixar aqui uma diquinha que ficou faltando!

Compras online: Liguem para o hotel que irão ficar e perguntem se eles podem receber os pacotes com suas compras online (alguns cobram uma taxa, pela minha experiência no máximo U$5 quando a caixa for grande), se a resposta for sim, se joguem nas compras online! A Amazon não cobra o imposto (que varia de 7-10% dependendo do estado) e o valor do shipping costuma ser baixo, alem disso, eletronicos costumam ser mais em conta online. Outra vantagem é que nem sempre voce vai achar um produto especifico em uma loja, falo isso pois tenho amigas que ficaram loucas atras de um carrinho de bebe e tiveram que rodar umas 3, 4 lojas até encontrar o que queriam. Bem mais facil comprar online! Eu costumo comprar tudo uma semana antes da viagem e quando chego ja recebo todas as caixas. O correio dos EUA é bem seguro, fiz um milhao de compras online e nunca tive problemas, escolham UPS ou FEDEX se puderem pois a USPS nem sempre da um tracking number (numero de rastreio). Com a USP e a FEDEX voce consegue ver ate a assinatura de quem recebeu sua caixa, nao tem erro! Como a Fernanda disse, a politica de troca e simples e caso nao gostem de algo e muito facil mandar de volta e ter o valor extornado no cartao de credito. Outra dica é procurar codigos de descontos online. Exemplo, se for comprar algo na Best buy, antes de finalizar a compra vá no google e digite “best buy coupon”, muitas vezes vc vai achar um cupom de desconto de entrega grátis, 20% off etc. Basta pegar o codigo de desconto e inserir no campo designado pra isso antes de finalizar a compra. Ja consegui muitos descontos fazendo isso!!!!!!

Reply
Fernanda 27 de março de 2013 - 19:51

Ótimas dicas. Obrigada!

Reply
suelem 7 de abril de 2013 - 20:44

Oi Fernanda tudo bom! Quero viajar para Orlando ou Miami, mas tenho duvidas entre os dois pacotes pois vou sozinha fazer minhas compras, vou te passar o roteiros dos 2 pacotes para voce me dar uma opiniao

PRIMEIRO: COMPRAS EM ORLANDO-9 dias 10xR$294,50 passagem + transportes + 7 noites no Hotel Celebration suites at old town + cafe + tour de compras.

SEGUNDO: MIAMI- 6 dias 10xR$190,00 passagem+ 4 noites de hospedagem + cafe ( nao diz o nome do hotem)

Realmete estou na duvida devido aos valores que da uma diferenca de quase R$ 1.000,00. Mas porem Orlando e mais dias para ver as loja e com os Tours de compras.

Entao Fernanda voce viu que estou super perdida para decidir oque e melhor… Me ajude pois quero ir ate o final de Abril.

Obrigada

Reply
Fernanda 8 de abril de 2013 - 04:49

Vai do estilo de cada um. Estou viajando e sem tempo para responder todo mundo.

Reply
Anna Lages Guerreiro 8 de abril de 2013 - 10:04

Olá! Vou dar minha opinião. Eu nem cogitaria ir a Miami, se for só para fazer compras. Em Orlando se acha tudo e é muito mais fácil de se locomover, é tudo muito organizado e o “mito” de que Miami era a Meca das compras já se desfez, já que as lojas mais legais são as das grandes redes, e isso tem praticamente no país todo. Com a vantagem que Orlando é mais seguro que Miami.
Outra dica. Na terceira semana de Abril termina o Spring Break americano. Durante 1 mês e meio desse “feriado”, que começa em março, Orlando fica lotada de pessoas. Se vc puder esperar até a última semana de Abril vai pegar tudo bem mais vazio e ainda boas promoções características dessa época. Boa viagem.

Reply
elisan 9 de abril de 2013 - 20:15

Ola blog otimo parabéns,Nunca fiz uma viagem internacional vou com a familia para orlando e visitarei o parque e farei compras mas estou meio perdida com algumas questões dos outlets são muito cheios que não dar para levar criança,e tambem fiz um pacote das entradas dos parques sendo que não sei se eles colocarão os melhores quais vc em dica, e tambem em questão do valor de compras por pessoas 500 dolares e o suficiente ou da para passar e misturar com as minhas roupas sujas esse valor crianças tambem tem direito,esse imposto de 6,5 ja paga quando vc compra na loja ou so se vc passar da cota e eles te pagarem,quantos dias e preciso para fazer compras so em orlando….obrigada bjs

Reply
Junior 24 de abril de 2013 - 17:39

Se eu for fazer uma viagem de compras dessa, até as malas vou comprar lá!! Rsrs…

Reply
Fernanda 24 de abril de 2013 - 19:42

eu comprei um conjunto de 4 pelo preço de uma no Brasil.

Reply
Liliana Andriola 13 de maio de 2013 - 20:57

Olá Fernanda,

Em 2010 fui para ny e fomos no outlet Jersey Gardens, achei bem bom, porque tinha muitas lojas que não eram de marcas super famosas, além de ser super barato, agora estamos indo para Miami e gostaria de saber qual outlet de lá é mais semelhante com o Jersey gardens?
Obrigada.

Reply
Fernanda 13 de maio de 2013 - 21:16

Acho que o Sawgraws Mills

Reply
Maira 13 de junho de 2013 - 21:35

Fernanda, como faço para pegar cupons de desconto pra Carters?????? Pelo que vi o registro no site é apenas para compra online??

Obrigada

Reply
Fernanda 14 de junho de 2013 - 10:13

Depois que você faz a primeira compra na Carter’s, sai um cupom para a segunda compra. A dica é não comprar tudo em uma única compra.

Reply
Sheila 14 de junho de 2013 - 16:07

Olá adorei todas as dicas.
Então irei viajar para Boston agora dia 18 de junho. Gostaria de saber se conhecem um bom outlet para compras, e também se lá qual valor de taxa q cobram sobre vestuarios e eletronicos. Também irei passear em NY (ficarei uns tres dias). Em Outubro/2012 já fui para NY, adorei a Cidade. Espetaculosa. Realmente cara para algumas coisas mas para outras até mais barato que Miami e Orlando.
Um post que li no seu blog, sobre Miami, realmente concordo, que em relação custo beneficio de Miami ou Orlando, é claro bem melhor Orlando. Miami já fui duas vezes, realmente para mim, so valeu pelas compras, mas também só no Sawgrass, em Fort Lauderdale. Fiquei em um Hotel bem perto do Shopping, La Quinta, bem mais prático do que se hospedar em Miami, pois os hoteis por lá são caros e tem que pagar estacionamento. Além do mais os hoteis em Miami são muitos velhos com cheiro de cigarros e mofo. Praia por praia, em Fort, é muito bonito, também tem passeios de barco, e tudo bem mais em conta. E o bom disso, não tem tanto trânsito, é bem mais calmo para passear de carro. Miami realmente é para quem vai com muita grana para gastar.O bom de lá é a noite, tem várias opções, mas prepare o bolso.
Uma dica quem vai pra Orlando, tire um dia para ir visitar a Nasa. Vale a pena. Se alugou um carro é um Passeio muito legal. Porém tem que agendar o dia que irá. Super organizado por lá.
Vocês falaram da United, realmente eles não dão nada para comer. Não tive muitos problemas com atraso, foi uma hora somente de quando saí de Los Angeles em direção a Miami, mas foi por causa do tempo, que estava com muita chuva, não deu muito transtorno para mim, pois quando cheguei em Miami, iria passar mais uns 5 dias por lá.
Outra dica, que voo doméstico dentro dos Eua, pela United, dá direito somente uma mala. Caso passe de uma pagará U$25,00 pela segunda e pela terceira mala já pagará U$30,00. Tive este transtorno porque a viajem que fiz, passei por vários estados dos Eua, e a cada Estado da-le fazer comprinhas, aí foi aumentando a quantidade de malas. De uma mala e uma mochila (eu e meu marido) virou 4 malas e duas mochilas bem recheadas, e minha bolsa que estava abarrotada….rsrsrs.
Não é somente a United que faz esta prática, é quase todas as Cia aéreas. Parece-me AA que pratica algo diferente, mas não sei declinar se é positivo ou negativo.
Observação. Diferente quando vc sai do Brasil com conexão em alguns Estados Eua, com um destino final . A prática fica as duas malas de 32 kilos por pessoa.
Estava acostumada a poder levar duas malas de volta de 32 k. Fui no final do mês Maio deste ano para Santiago no Chile, e por minha surpresa, não verifiquei a quantidade de malas e kilo por pessoa, e ao retornar fui informada q só poderia trazer de volta somente uma mala de 25k. Graças que não comprei nada que pesasse tanto, e também não levei muita roupa para 4 dias. Mas quem por exemplo vai passar uns quinze dias por lá, no inverno, por exemplo, leva bastante casacos e botas etc, para aguentar o frio de lá …e dai como fica, terá que pagar excesso. Eu fui pela Cia Lan. Não sei como é com outras Cias.

Bem acho que escrevi demais. Mas de repente serve para alguém.

Reply
Fernanda 14 de junho de 2013 - 17:40

Oi Sheila,
De Boston eu não sei nada. E obrigada pelas dicas. Todas são bem vindas.

Reply
Anna Lages Guerreiro 14 de junho de 2013 - 18:02

Olá. Estive em Boston ano passado, no outono, e fiquei encantada. Tem um outlet ao sul de Boston, meio longe (Wrentham Village Premium Outlets). Não fomos porque estávamos viajando bastante de carro e optamos por fazer as compras em New Hampshire que é tax free. Se vc estiver de carro e quiser passear, vá até North Conway, aos pés das White Mountains, que além de ter um outlet maravilhoso – e enorme – com taxa zero, é uma região belíssima. Mais ao norte, no sul do Maine, em Kittery, tem outro outlet bacana. Mas fica tudo longe. As dicas valem se vc for passear de carro por New England. Em Boston mesmo não há outlets. Ah, se gostar de frutos do mar, especialmente caranguejos e lagostas, vá ao Barking Crab em Boston. Comi um king crab maior e mais gostoso do que o que comi no Alaska (por incrível que pareça). Aproveite!

Reply
Mario 6 de novembro de 2013 - 11:09

Oi Anna, tudo bem?
Pretendo ir pra BOston ano que vem e, embora, a viagem não seja para comprar, quero aproveitar pra fazer isso.. rs.. E como vc é a especialista em Boston, tomei a liberdade de fazer umas perguntas:
1- Quando vc diz que lá é tax free, quer dizer exatamente o quê (desculpe a ignorância.rs)?
2- O limite citado pela Fernanda sobre 1 celular, 1 relógio, etc, isso é considerado quando se sai de lá ou quando se chega aqui no Brasil?
3- Há limite para perfumes também?

Considerando que vou comprar coisas somente pra mim mesmo.

Ps. Com certeza terei outras dúvidas e espero poder recorrer à vc.. rs..

Valeu,

Mário

Reply
Anna Lages Guerreiro 6 de novembro de 2013 - 15:22

Olá, Mário, que legal vc ir para Boston! New England é uma das regiões mais desenvolvidas dos EUA, do ponto de vista econômico e de educação. Sobre as suas perguntas, vamos lá:
1- Tax Free é só em New Hampshire, estado vizinho a Massachusetts, onde fica Boston. Portando Boston tem taxas sim. Essas taxas são o imposto sobre venda de produtos e sobre serviços. Por exemplo: em alguns lugares da Flórida a taxa é 7%, ou seja, eles incluem mais 7% em cima do valor da compra de cada item. Em NY, a taxa é mais alta, em torno de 8,5%. E por aí vai. Alguns estados como New Hampshire e o Alaska são Tax Free, ou seja, você paga o preço que está na etiqueta, sem ter que pagar impostos a mais sobre os itens que compra. Os impostos em geral são calculados no caixa, ao pagar. Se vc comprar uma roupa de US$ 100, ao passar no caixa o preço final vai ser US$ 100 + 7% = US$ 107.
2- o limite que a Fernanda citou é uma regulamentação brasileira, ou seja, o “risco” é quando vc chega aqui. Ao sair de lá eles estão mais preocupados com a segurança em geral do que com o que vc
comprou…
3- sobre perfumes e outros itens, tudo entra na sua cota. O objetivo da Polícia Federal no Brasil é impedir que as pessoas tragam coisas para revender. Se vc trouxer um ou outro perfume pra vc mesmo ou pra dar de presente, em geral não há problema porque fica claro que sua intenção não é fazer “contrabando”. Se vc comprar perfumes no freeshop, vc entra na cota dos US$ 500 do DutyFree (isso não influi na sua cota de compras nos EUA), então tvz seja mais interessante deixar pra comprar perfumes no desembarque, aqui mesmo em SP. Há um serviço de reservas online: vc escolhe os produtos pela internet e retira e paga ao chegar no freeshop, aqui no Brasil.
Espero ter ajudado 🙂

Reply
Mário 7 de novembro de 2013 - 08:19

Oi Anna, ajudou e muito! =)
Quero agradecer e aproveitar pra emendar outras questões… hahahaha.
1- Qual a distância entre BOston e New Hampshire?
2- Lá também tem outlets bons?
3- Vale a pena fazer esse bate-volta pra me livrar dos impostos?
4- O perfume que vende no DutyFree (no desembarque em SP) é mais caro do que o que vende lá?

Valeu!

Mário

Luis Paulo Gentile 21 de junho de 2013 - 13:00

Fernanda, boa tarde. não costumo viajar para os EUA mas já viajei para o exterior. Sou Musico e gostaria de saber como fazer para trazer instrumentos musicais e relativos dos EUA principalmente usados.
Existe uma variedade de preços desde 200,00 a 4000,00 dolares mais ou menos e para arredondar uma guitarra top de linha nos states costuma custar de 1200,00 a 4500,00 nova e dependendo da marca, as usadas e em ótimo estado costumam custar mais, as vezer por causa da raridade. Eu sou canhoto então a situação é um pouco pior, você não encontra muita variedade e marca no Brasil para canhoto, quem tem não vende, muito em ultimo caso, varias coisas vai encontrar pelo e-bay, mas e para receber isso no Brasil? sem pagar tanto imposto e outra, tem o problema de que te enviem isso pois você paga e não recebe, como ficamos então.
Com o incentivo a cultura que temos no Brasil, é uma droga saber que temos que pagar de imposto e a parte da loja o dobro ou até o triplo do valor, ex: uma guitarra destas que te comentei aqui chega a custar 10000,00 a 15000,00 mil reais ou mais se for antigo, original,em ótimo estado e de marca.
Lembra quando roubaram o equipamento da Rita Lee, a vida inteira dela tinha sido roubada ali pois tinha guitarras da época do Tutti Fruti, década de 70, uma fortuna mesmo.
Obrigado pela informação.

Luis Paulo Gentile.

Reply
Fernanda 24 de junho de 2013 - 10:15

Não sei responder.

Reply
Alexandre 24 de junho de 2013 - 19:55

oi Fernanda,
tb sou aquariano, brasileiro e italiano. Só falta a coragem para largar temporariamente a vida corporativa, rs..Bom, gostaria de saber se posso sair e retornar do Brasil com o passaporte italiano, ou se ainda é obrigatório sair com o brasileiro, entrar e sair nos EUA com o italiano e entrar novamente com o brasileiro. Desde já o meu muito obrigado. Abs

Reply
Fernanda 24 de junho de 2013 - 20:15

Saí mês passado só com o italiano e apresentei o RG também. A PF não gostou muito, mas me cadastrou com dupla cidadania e na volta entrei com o italiano também. Aí eles carimbaram o italiano.

Reply
Alexandre 25 de junho de 2013 - 10:53

Muito obrigado Fernanda !! Parabéns pelo Blog !! muitas viagens na sua vida !! abs

Reply
Fernanda 25 de junho de 2013 - 12:09

De nada Alexandre!

Reply
Lucas Macêdo 2 de julho de 2013 - 17:36

Fernanda um casal de primos meus estao indo para Fênix Arizona e eu vou pedir para eles trazerem um Relógio pra mim e outro para o meu pai,fora isso logicamente eles irao trazer varias outras coisas e provavelmente vao estourar a cota, você acha que é perigoso? uma amiga me disse que relógio é tranquilo e que nao paga imposto é verdade?

Reply
Fernanda 2 de julho de 2013 - 17:39

Tudo paga imposto, mas é tranquilo sim. Pede para eles virem usando no braço (se possível).

Reply
Renan Rodrigues 10 de julho de 2013 - 14:26

Olá pessoal, tudo bem?

Alguém pode indicar algum site onde eu possa imprimir os cupons de descontos para o Jersey Garden?

Reply
Fernanda 10 de julho de 2013 - 15:12

No próprio site deles, mas diz que está sem cupons no momento.

Reply
thati 3 de setembro de 2013 - 13:36

Olá,.. estou indo pela primeira vez aos EUA .. quero ir para fazer compras, qual o estado vc’s me indicam para fazer compras, melhores preços, custo beneficio e tal

Reply
Fernanda 3 de setembro de 2013 - 14:23

Depende, se for só compras mesmo, já indicaram um estado aí nos comentários acima que não cobra impostos.

Reply
Anna Lages Guerreiro 6 de novembro de 2013 - 15:27

Eu só sei de New Hampshire e do Alaska que são tax free. Deve ter mais algum, com certeza. Mas de cabeça também não sei.
Uma coisa legal sobre compras é pesquisar a época do ano, caso vc tenha flexibilidade de datas. Em geral há muitas promoções em feriados americanos mas os preços tendem a subir no começo das férias de julho e no início do Spring Break, despencando logo depois.

Reply
marcia 13 de setembro de 2013 - 12:05

Bom dia !
Gostaria de saber se os outlets em Dallas tem o mesmo preço dos de Miami.

Sds,

Reply
Raphaela 18 de outubro de 2013 - 15:22

Olá pessoal! Adorei o post e estou amando os comentários, estão me ajudando muito.Inclusive a fazer meu roteiro.

Agora em dezembro/janeiro vou para Las Vegas e New York, gostaria da ajuda de vcs, onde é melhor para fazer compras?

Beijos!

Reply
Marcella 21 de outubro de 2013 - 10:49

Rafaela, estive em NY semana passada. Os preços não estão convidativos. Com o dólar no valor q está e considerando q NY não e nenhuma Miami, achei as coisas bem caras.,o q eu acho q vale a pena, caso vc tenha tempo é ir ao Outlet, mas dai vc perde um dia de passeio, mas lá tem lojas de marcas famosas por preços realmente mais baixos. Porém as lojas q consegui comprar por preços bons foram: Uniclo! Centuriy 21, Forever 21, American Eagle, TJMax. Ah, tem também uma freirinha na 8. Ave, entre 42 e 48 que acontece aos domingos e que tem coisas bem baratas e interessantes para lembrancinhas.Se vc me falar o q mais lhe interessa acho q posso lhe ajudar mais. Abç, Marcella

Reply
Fernanda 22 de outubro de 2013 - 09:21

Eu acho os custos dos hotéis de NY absurdos.

Reply
Anna Lages Guerreiro 6 de novembro de 2013 - 15:32

Os preços em NY são absurdos mesmo, se for pra fazer compras e ir até Woodbury melhor aproveitar e ficar uma noite lá perto, tem vários hoteis muito mais baratos que em NY. Mas Las Vegas tb é caríssimo. Qualquer hotel mais arrumadinho custa mais de US$ 200 por noite. Se bem que em Vegas é mais fácil pq tem lojas e Outlets na própria cidade.

Reply
Fernanda 6 de novembro de 2013 - 16:43

Já achei hotel em Vegas por 10 usd, mas realmente não era bom. Mas também já encontrei uns bem razoáveis por U$30. Acho que depende da época, Anna.

Anna Lages Guerreiro 6 de novembro de 2013 - 20:24

É, né. Eu fui em maio, consegui hotel em downtown por US$ 140 o casal. Achei caro pro que era, sabe. E pros padrões americanos em geral, com tantas opções de motels baratas e boas, né? Em NY consegui pelo mesmo preço em Chinatown, por isso fiquei com a impressão de equivalência de valores altos 🙂

rodrigo gomes 11 de novembro de 2013 - 19:56

Fernanda, bom dia !!! Gostaria muito que voce nos ajudasse, minha esposa acabade se formar engenheira, assim comecando uma nova trajetoria profissional, de presente eu quero dar a ela uma passeio de compras , para montar um vestuario legal de griffe e tudo mais que vc esta super habituada a fazer, entao ai estao as perguntas:
1 – Existe um bom periodo para fazer estas viagens ??
2- Onde é melhor, orlando, NY onde ??
3- Indica hotel ja que o mesmo so servira para dormir ??
4- Indica locadora de carros ??
5- Indica lojas ?? Quais ??
6- vael muito ja cadastrar para cupons ? onde faze-los ?
7 – Tommy, lagoste, Ralf, YSL, hugo boss, Dior e as marcas mais famosas e populares sao as que vamos buscar onde e melhoer??
8 – Se eu declarar na ida que cada um leva 1 celular, 1 nextel, 1 not e 1 camera, e ela 1 celular, 1 nextel, 1 ipad e 1 camera, eles testam para saber se tudo esta funcionando pois posso levar aparelhos velhoes jogar fora e comprar novos.
Conto com o apoio de voces,
Aqui em tempo, um amigo me falou que vale muito em todos os pontos ir para Foz do Iguacu fazer compras, alguem sabe sobre isso ???

Reply
Fernanda 11 de novembro de 2013 - 20:43

Na verdade tudo que sei já está publicado nesse post e em outros dos EUA (é só procurar na aba Destinos Internacionais – América – EUA). Já indiquei lojas, dei dicas e etc.

Sobre cupons vale a pena pegar todos que conseguir. Eu digitaria no google e em inglês cupom e o nome da loje que você quer e ver se sai alguma coisa.

Reply
Fernanda 11 de novembro de 2013 - 20:44

Sobre os hotéis, eu fiz um guia só de hotéis nos EUA. O guia é gratuito e o link encontra-se na home na barra lateral do lado direito.

Reply
Meiri cavani 3 de janeiro de 2014 - 14:13

Fernanda, adorei suas dicas de compras Orlando!!!!

Gostaria de saber se voce tem boas dicas de roteiro paracruzeiro internacional?

Obrigada

Bis

Meiri

Reply
Fernanda 3 de janeiro de 2014 - 17:56

Oi Meiri,

Fiz um cruzeiro, mas já faz muito tempo. Foi para as Bahamas. Infelizmente não tenho dicas.

Reply
Juliana 24 de abril de 2014 - 09:57

Oiii Fernanda!
Adorei as suas dicas!
Vou passar 4 dias em Miami…o meu foco não é só compras…vou comprar o básico…
Pretendo levar 1.000 dólares apenas, para compras, todas as despesas com passagens, locação de carro e hotel já estou pagando aqui…
Esses 1.000 dólares para comprar é melhor levar em dinheiro né?
Será que é muito perigoso?

É a 1° vez que vou para USA!

Obrigadinhaaa beijosss

Reply
Fernanda 25 de abril de 2014 - 21:00

Andar com dinheiro sempre é perigoso, mas se você está perguntando se é o jeito mais barato, sim, no momento é.

Reply
Tiago Cabral 16 de julho de 2014 - 15:27

Oi Fernanda, tudo bem? Achei muito legal o seu blog, parabéns! É quase uma utilidade pública…rs

Tenho uma dúvida, compras de roupas, tênis, perfumes (exceto eletrônicos) ficam dentro do limite de 500 dólares por pessoa? Achei que esses itens não tinham limites.

Reply
Fernanda 18 de julho de 2014 - 19:36

Sim, ficam no limite.

Reply
Ari 28 de fevereiro de 2015 - 19:40

Alguém conhece ou já se hospedou no Hotel Broadway at Times Square em Nova Iorque?

Reply
SOS Churrascos 21 de setembro de 2016 - 21:46

Oi Fernanda, estou nos estados unidos a uns 7 meses e vou voltar para o brasil, minha filha vai nascer aqui e quero levar bastante roupas pra ela, você acha melhor levar as roupas com as etiquetas ou não, pois acredito que fica mais facial de provar o valor que eu paguei, pois as roupas tem bastante descontos nas lojas. vou levar os cupons fiscais. obrigado

Reply
Fernanda 27 de setembro de 2016 - 14:56

Leve os cupons fiscais sim. Eu costumo trazer tudo sem etiqueta, mas pela praticidade mesmo porque algumas delas vem com cabide e etc.

Reply
SOS Churrascos 21 de outubro de 2016 - 16:36

obrigado por me responder

Reply

Deixe um Comentário