Home Destinos InternacionaisEuropaIrlandaDublin Kilmainham Gaol – a prisão mais famosa da Irlanda

Kilmainham Gaol – a prisão mais famosa da Irlanda

por Manu

Quando viajamos, devemos ter em mente alguns lugares para visitar: museus, parques, praças, igrejas, prefeituras/assembléia, universidades e prisões. Sim, prisões! Prisões fazem parte da história de muitos lugares, especialmente em relação à Irlanda e à Austrália.

Kilmainhan Gaol é a penitenciária mais famosa da Irlanda. Ela foi a “segunda casa” dos líderes das revolução em prol da independência irlandesa, onde foram mantidos presos pelos britânicos.

Esta penitenciária foi construída no final do século XVIII. Durante a grande fome da Irlanda, as pessoas roubavam para serem presas e terem onde dormir e o que comer. Assim, mulheres, homens e crianças eram encarcerados sem separações, ficando até 5 pessoas em cada cela.

DSC05911 (2)

O passeio a este local é muito emocionante e chocante, em pensar que as pessoas preferiam ficar naquele lugar a estarem livres.

Quando esta prisão e outras não podiam mais suportar o número de encarcerados, muitos foram transportados para a Austrália. Na Austrália, diversas prisões foram construídas por diversos presos. A mais famosa e mais bonita, na minha opinião, é Port Arthur que fica na Tasmânia.

Chegando ao período da libertação da Irlanda, grandes nomes, como Michael Collins, passaram por lá. Uma visita a este monumento irlandês é uma ótima oportunidade para aprender um pouco sobre a fascinante caminhada pela liberdade da Irlanda.

Renata em frente a uma cela.

Renata em frente a uma cela.


Esta prisão é um dos lugares que não se pode deixar de ir quando fizer uma visita a Irlanda. Recomendo ir cedo para conseguir pegar uma vaga na visita guiada. A procura é muito grande e os lugares são limitados. Chegue cedo e evite aborrecimento, pois os ingressos são vendidos na ordem de chegada e não é possível efetuar o agendamento para outro dia (pelo menos quando eu fui, não podia).

A visita guiada apresenta a história da prisão, desde a sua construção no final do século XVIII até o estabelecimento do Estado Livre da Irlanda. Também oferece um tour pelas celas e detalhes sobre o funcionamento da prisão, incluindo conhecer a cela onde ficou Michael Collins.

Manu, Daniel e Renata posando de revolucionários presos! :-)

Manu, Daniel e Renata posando de revolucionários presos! 🙂

Não deixe de espiar!

Não deixe de espiar!

Informações:

Localização: Inchicore Road, Kilmainham, Dublin 8. É possível fazer o trajeto do centro até a prisão a pé, a maneira mais fácil é chegar ao Museu de Arte Moderna da Irlanda e atravessar o jardim – a prisão estará do outro lado.

Custo: Entrada inteira – EUR 6,00 e Estudante – EUR 2,00.

Horário:

Abril a Setembro – todos os dias das 09:30 às 18:00 (última entrada às 17:00)

Outubro a Março – de Segunda-feira a Sábado das 09:30 às 17:30 (última entrada às 16:30) e Domingo das 10:00 às 18:00 (última entrada às 17:00).

Telefone para contato: +353 1 453 5984

Artigos Relacionados

1 comentário

Gustavo 10 de outubro de 2014 - 11:07

Um dos primeiros passeios que fiz quando cheguei na Irlanda. É tão top a prisão que ainda lembro de tudo como se fosse ontem. Alem de tudo que você citou, outra coisa legal é a arquitetura do lugar feita para que o centro da prisão seja iluminado por luz solar durante o dia. E só de imaginar que os presos ficavam descalços dentro das celas, já dá arrepios!!!Além de Collins, Eamon De Valera(Primeiro presidente da Irlanda) também ficou preso ali. Recomendo assistir o filme Michael Collins e entender um pouco dessa rica historia de luta pela independecia!!Beijos

Reply

Deixe um Comentário