Home Destinos InternacionaisEuropaSuíça Suíça de trem, veja como funciona o Swiss Travel Pass

Suíça de trem, veja como funciona o Swiss Travel Pass

por Fernanda

Viajar pela Suíça de trem é um dos maiores clichês da Europa e é uma experiência que eu acho que todo mundo deveria ter a chance de fazer pelo menos uma vez na vida. A malha ferroviária é bem abrangente e os trens são impecáveis e pontuais. E o que você vê pelas janelas do trem entram naquela categoria “sem preço”.

suíça de trem - preciso viajar

Paisagens incríveis vistas da janela do trem

Viaje despreocupado para a Suíça!

Viaje tranquilo e despreocupado com seguro viagem. Faça sua cotação e ainda ganhe desconto.

Como funciona o Swiss Travel Pass

Já que estamos falando de preço, não é segredo para ninguém que a Suíça não é um país barato e num primeiro momento o preço do Swiss Travel Pass assusta. Só que depois que comecei a pesquisar os preços das passagens de trem isoladamente percebi que, dependendo do número de viagens que você fizer, o Swiss Pass é um “caro que sai barato”.

Já contei aqui como foi meu roteiro de 5 dias pela Suíça e colocando no papel todos as viagens que fiz com trem, barco, tram (bonde), ônibus e o circuito do Mt Rigi cheguei à conclusão que o passe se pagou já no terceiro dia.

suíça de trem - preciso viajar

Trens modernos, confortáveis, pontuais e malha ferroviária abrangente

Embora o Swiss Travel Pass seja famoso por causa das viagens ilimitadas de trem, ele também dá acesso gratuito a barcos, ônibus, transporte público urbano em 75 cidades, além de desconto na maioria dos teleféricos e trens que vão para as montanhas. Para quem gosta de museus, ele dá acesso gratuito a muitos deles (quase 500 no país).

suíça de trem

Um dos barcos que peguei na Suíça

Opções de passe

Você pode escolher o Swiss Travel Pass de 3, 4, 8 ou 15 dias e também pode optar por comprar um passe que dá acesso a primeira e segunda classe ou só segunda classe. Ao contrário dos aviões, a diferença das classes não é assim tão significativa. Viajei nas duas e posso dizer que a segunda classe é perfeitamente aceitável e confortável (não preciso nem mencionar que o preço é mais amigável, né?). A grande diferença que notei na primeira classe é que ela é mais vazia.

suíça de trem

Segunda classe, bem confortável

viajar pela suíça de trem - preciso viajar

Primeira classe

Uma dica que eu dou se o seu roteiro não tiver a quantidade exata de dias dos passes comercializados é colocar um ou dois dias a mais, montar base em uma cidade e procurar explorá-la a pé durante esse tempo. Valide o passe apenas quando fizer a primeira viagem de trem para outra cidade. É uma ótima maneira de ficar 5 ou 6 dias comprando o passe de 4 dias, por exemplo, e viajar pela Suíça de trem.

viajar pela suíça de trem - preciso viajar

Trem Lucerna – Interlaken Express

Há também opções de passes flexíveis, o Swiss Travel Pass Flex. Você escolhe o número de dias que quer viajar no período de um mês (3, 4, 8 e 15 dias) e eles não precisam ser consecutivos. Faça as contas e veja se vale a pena no seu caso. Eu acredito que vale mais a pena seguir a dica que dei acima, mas cada caso é um caso.

Onde comprar

Você pode comprar o Swiss Travel Pass no site da Rail Europe, no site Swiss Travel System ou lá na Suíça caso não queira pagar o IOF do cartão. O passe é vendido na maioria das estações de trem e também nos escritórios de turismo de Zurique, Berna, Lucerna, Genebra e Basileia. Você vai decidir a data de início do Swiss Travel Pass. Ele é pessoal e intransferível (você tem que assinar) e ainda há uma nota dizendo que ele só é válido com o passaporte (embora nunca tenham me pedido). A fiscalização é feita dentro do trem/barco/ônibus/metrô/bonde.

Para finalizar: leia o roteiro 5 dias na Suíça.

viajar pela suíça de trem - Preciso Viajar

Na subida para o Mt Rigi

Viajar pela Suíça de trem é realmente uma experiência inesquecível.

*Agradeço o apoio da Swiss Travel System e lembro que as opiniões contidas aqui são isentas, livres e pessoais. 

 

Artigos Relacionados

2 comentários

isabella 10 de outubro de 2016 - 22:35

Ola, poderia avaliar meu roteiro?
28/01: saída Belém as 19:45
29/01: Chegada em Roma as 13:25
30/01: Roma
31/01: Saída para Florença as 11:35, chegada em Florença 13h.
01/02: Florença
02/02: saída para Veneza as 12:30 chegada em Veneza as14:30
03/02: Veneza
04/02: saída para lugano (suíça) as 11:50 chegada em lugano as 16:10
05/02: saída para lucerna as 15:10, chegada em lucerna as 17:41
Pesquisar  Wihelm tell Express
06/02: Lucerna
07/02: Saída para interlaken as 07:05 chegada em interlaken as 9:55
08/02: Interlaken
09/02: Para Berna (bate e volta) 1:30 de viagem no máximo
10/02: para Montreaux 09:08 -12:13
11/02: saída para paris as 12:19 chegada em paris as 16:52
12/02: Paris
13/02: Paris
14/02: Paris
15/02: Paris
16/02: Para Amsterdam 14:25-17:42
17/02: Amsterdam
18/02: Amsterdam
19/02: saída para Londres as 07h (1hora de voo para Londres easy jet)
20/02: Londres
21/02: Londres
22/02: Londres
23/02: Londres
24/02: Londres
25/02: saída para porto as 13h, chegada em porto as 15:15
26/02: porto
27/02 saída para Lisboa as 8:30
28/02: saída para Belém as 11:45
Trechos de trem para pesquisar
1. Roma  Florença dia: 31/01 € 89,7 Trens italianos: Frecciarosa 9536
2. Florença  Veneza dia: 02/02 59,7 – 107 euros
3. Veneza  Lugano dia: 04/02 partir de € 60
4. Lugano  Lucerna (PANORÂMICA) dia: 05/02 € 61
5. Lucerna  interlaken (PANORÂMICA) dia: 07/02 € 37
6. Interlaken  Montreaux (PANORÂMICA) dia: 10/02 golden pass € 41
7. Interlaken Berna  Interlaken dia 09/02 € 22
8. Montreaux  Paris dia: 11/02 € 87 so quinta/Sab/domingo
9. Paris  Amsterdam dia: 16/02 € 35
Trechos aéreos:
1. Belém  Roma 28/01
2. Amsterdam Londres 19/02
3. Londres  porto 25/02
4. Porto  Belém 28/02

Reply
Fernanda 10 de outubro de 2016 - 22:50

É proposital tão pouco tempo na Itália? Roma é uma cidade com muitas atrações. Eu fiquei 4 dias e achei pouco e corrido.

Reply

Deixe um Comentário