Home Destinos InternacionaisAméricaArgentinaBariloche Chocolates de Bariloche

Chocolates de Bariloche

por Fernanda

Atualizado em 15 de julho de 2020

Bariloche é famosa entre os brasileiros por causa de suas pistas de ski super disputadas no inverno, mas os chocolates de Bariloche também merecem uma atenção especial. Para quem não sabe, a cidade também é famosa por causa de suas chocolaterias e seus chocolates artesanais.

Se você não sabe qual é o melhor souvenir de Bariloche ou o que fazer com os pesos argentinos que sobraram no último dia da viagem , dá uma lida nesse post.

Chocolates de Bariloche: história

A tradição do chocolate artesanal em Bariloche começou com os imigrantes europeus. Um italiano chamado Aldo Fenoglio lá na década de 40 foi o primeiro chocolateiro de Bariloche. Mas por que os chocolates são tão bons? Em primeiro lugar por causa da expertise dos imigrantes e também pela combinação de ingredientes e clima patagônico.

 Leia também  

Chocolates de Bariloche: os melhores

É realmente difícil elencar os melhores chocolates de Bariloche visto que a oferta é enorme. No centro da cidade, mais especificamente na Rua (Calle) Mitre, existem mais de 15 lojas especializadas. Antes de sair gastando os pesos argentinos em quilos de chocolates, seguem algumas dicas:

1 – A maioria das lojas oferece degustação. Vale a pena entrar, provar um chocolate e ver se te agrada.

2 – Veja se consegue cupons de desconto. Eu ganhei alguns em hotéis e nas agências de passeios (de 5 e 10%).

3 – Em um primeiro momento, o preço do kg do chocolate assusta (entre 2000 e 2500 pesos/kg, mais ou menos R$130,00 a R$150,00 em março/2020), mas se você realmente gosta de chocolate, não economize e traga pelo menos 1 kg na bagagem.

4 – As lojas vendem vários tamanhos de caixas e você vai escolhendo os tabletes/bombons que deseja levar. Então, não precisa necessariamente levar 1 kg por loja. Pode levar 1 kg comprando de diversas marcas, por exemplo.

5- A maioria das lojas aceita real, mas vale a pena ver quanto é a cotação da loja e se você não consegue um câmbio melhor em outro lugar.

Dito tudo isso, vamos para as chocolaterias.

chocolates bariloche
Os deliciosos chocolates de Bariloche

Mamuschka

A Mamuschka é, na minha humilde opinião, a loja mais chamativa de Bariloche. Sua fachada vermelha com matrioskhas (as famosas bonecas russas) e a enorme fila para comprar sorvete (em outra loja próxima) me chamaram a atenção.

Em um primeiro momento o que me atraiu foi o sorvete (visitei Bariloche no verão e a média de temperatura era de 30 graus), mas depois me apaixonei pelos chocolates também.

Sorveteria Mamuschka

Algumas dicas: 1) a loja vive cheia, então deixe para comprar seus chocolates no último ou penúltimo dia da viagem já no primeiro horário. Fiz isso e peguei a loja praticamente vazia e pude escolher os chocolates com calma.

2) Enquanto você vai escolhendo os bombons, a atendente vai te dando uns para experimentar. A questão das embalagens de latas decoradas é outro diferencial da Mamuschka. Tem latas para crianças, latas com as bonecas russas e muitas outras. Fica uma opção legal de presente/souvenir de Bariloche.

No fundo da loja também há um café com vários bolos e tortas, mas não tive a chance de experimentar. A cafeteria estava sempre cheia e o espaço é bem pequeno.

No meu ranking, a Mamuschka fica com a primeira posição de melhor chocolate de Bariloche. O único arrependimento que tenho é de não ter trazido 2 quilos para casa.

chocolates bariloche
Chocolates Mamuschka. Foto: Shutterstock por saiko3p

Endereço: Calle Mitre, 298.

Rapa Nui

Me indicaram muito a Rapa Nui (tanto os chocolates como os sorvetes). Essa é outra loja super tradicional e foi criada por um dos filhos do Finoglio.

De fato os chocolates são muito gostosos, mas realmente preferi os da Mamuschka. Mas como gosto é uma questão muito pessoal, eu sugiro que você vá até lá e prove os chocolates.

Na Rapa Nui não tem degustação (eu pelo menos não dei “sorte” em nenhuma das vezes que fui). Acabei comprando uns alfajores (muito bons, por sinal) e uma caixinha pequena de chocolates para experimentar. Peguei uma caixa já pronta.

Ah, esqueci de mencionar esse detalhe. Você pode montar a sua própria caixa de chocolate ou então pegar uma das caixas já prontas com chocolates escolhidos pela loja (geralmente esta última opção é mais barata).

chocolates bariloche
Chocolates Rapa Nui

Assim como a Mamuschka, a Rapa Nui também tem uma sorveteria e uma cafeteria. A diferença é que o espaço da loja é BEM maior e ficam todas no mesmo espaço.

Os sorvetes da Rapa Nui são deliciosos, principalmente o de doce de leite. Também fiz alguns “lanchinhos” por lá e as tortas são muito boas. Vale a pena experimentar.

Dica: tente conseguir algum cupom de desconto da Rapa Nui (em alguma loja, hotel ou agência de viagem), porque os chocolates são um pouco mais caros que os dos concorrentes.

Endereço: Calle Mitre, 202.

Frantom

A Frantom é outra ótima chocolateria. Acaba passando um pouco despercebida por muitos turistas, afinal a concorrência da Rua Mitre é feroz. Dê uma chance para essa loja menos conhecida, porque é uma ótima opção tanto para chocolates como para a cafeteria. Foi lá que tomei o melhor chocolate quente de Bariloche.

Os preços são honestos (um pouco mais barato que o dos concorrentes) e costumam oferecer degustação.

Endereço: Calle Mitre, 201 (centro) e Juan Manuel de Rosas y Panozzi (de frente para o lago). Esta última tem um espaço maior de cafeteria, então vale a pena ir lá se quiser fazer um lanchinho mais tranquilo e apreciar a bela paisagem do lago.

chocolateria frantom bariloche
Chocolateria Frantom

Abuela Goye

A abuela (vovó) Goye é a matriarca da família de imigrantes Goye que também saiu da Europa para tentar uma nova vida na Patagônia Argentina.

Essa loja é bastante conhecida por causa de seus alfajores, considerado um dos melhores da Argentina. Então, se você gosta de alfajor, fica a dica. Dentro do espaço da loja há uma ótima cafeteria.

Endereço: Calle Mitre, 258.

alfajor argentina preciso viajar
Alfajor. Foto: Shutterstock por henrique ferrera

Chocolate Fenoglio

Como eu já disse, Aldo Fenoglio foi o primeiro chocolateiro de Bariloche e iniciou a produção na década de 1940. Foi ele que fundou a primeira chocolateria de Bariloche. A loja Fenoglio é uma das mais tradicionais de Bariloche.

Para quem vai para lá com crianças, sugiro uma visita ao Museu do Chocolate que fica na Avenida Bustillo.

Del Turista

A loja Del Turista é enorme (gigante mesmo) e tem até uma área de diversão para as crianças. Como o próprio nome entrega, é uma loja para turistas mesmo. Há opções de chocolates para todos os gostos e os preços são mais em conta. Eu particularmente não curti tanto os chocolates. Não são ruins, mas os outros são melhores. A vantagem dessa loja em relação as outras é a infinidade de opções de presentes. Tem caixa de chocolate para todos os gostos e bolsos.

Como nas demais lojas também há uma sorveteria e cafeteria dentro do espaço. Fui algumas vezes na cafeteria e achei o serviço bom e os preços justos. Recomendo para quem quer comer um docinho no lanche da tarde.

chocolates bariloche
Chocolates del Turista

Lembrando que essas são só algumas indicações, mas uma vez em Bariloche você verá inúmeras chocolaterias. Muitos vendedores ficam na porta das lojas oferecendo degustação. Algumas chocolaterias ficam “escondidas” dentro das galerias, então os vendedores ficam na porta das galerias atraindo os turistas. Esse post é só para te ajudar a escolher umas chocolaterias boas, mas quando estiver lá aproveite para experimentar o máximo de chocolates que puder.

Artigos Relacionados

1 comentário

Luciana Rodrigues 15 de julho de 2020 - 09:35

Gostei das dicas das chocolaterias de Bariloche, mas fiquei mesmo foi de olho grande no alfajor.

Reply

Deixe um Comentário