Home Destinos InternacionaisEuropaHungriaBudapeste Como funciona o Budapest Card

Como funciona o Budapest Card

por Fernanda

Em Budapeste também é possível adquirir um “card”, o Budapest Card. O cartão garante transporte público ilimitado por 24, 48 ou 72 horas e ainda oferece entrada grátis em vários museus, uma terma e dois walking tours (um em Buda e outro em Peste) e ainda dá descontos em várias outras atrações, bares e restaurantes.

Como sempre, faça as contas e veja se o Budapest Card é vantajoso para a sua viagem. Eu usei bastante o transporte público para me locomover entre Buda e Peste. Cada bilhete individual custa HUF 350, aproximadamente EUR 1,16 (conversão de abril/15: 1 EUR = HUF 300).

Abaixo, montei um esquema para que você possa comparar o custo do passe de transporte público, do Budapest Card e de algumas atrações. Resumidamente: se você vai ficar 3 dias e pretende visitar a terma Lukács e fazer um dos tours guiados a pé (por Buda ou Peste) já vale a pena comprar o Budapest Card.

24 horas

48 horas

72 horas

Transporte público

HUF 1.650/€5,5

Não existe o passe

HUF 4.150/€13,83

Budapest Card

HUF 4.900/€16,33

HUF 7.900/€26,33

HUF 9.900/€33

Diferença

€10,83

Não se aplica

€19,17

Atrações

Lukács Bath

Walking tour Buda

Walking tour Peste

Sinagoga Dohány

Museu Kiscelli

Labirinto Castelo

Ópera

Preço normal

HUF 3.100/€10,33

HUF 3.500/€11,66

HUF 3.500/€11,66

HUF 3.200/€10,66

HUF 1.800/€6

HUF 2.000/€6,66

HUF 2.900/€9,66

Preço Budapest Card

Grátis

Grátis

Grátis

HUF 2.700/€9

Grátis

HUF 1.500/€5

HUF 2.320/€7,73

Economia

HUF 3.100/€10,33

HUF 3.500/€11,66

HUF 3.500/€11,66

HUF 500/€1,66

HUF 1.800/€6

HUF 500/€1,66

HUF 580/€1,93

Para usar o cartão, você deve preencher o verso e assiná-lo. Como em Budapeste não há catracas, você deve mostrar o cartão sempre que solicitado pelos fiscais.

Budapest Card

O Budapest Card é vendido nos pontos de informação turística, nas bilheterias das principais estações de metrô e também online https://onlinesales.budapest-card.com/?lang=en&affiliate=2 (com 5% de desconto).

Agradeço ao Go to Hungary por todo o apoio e pelo Budapest Card.

Artigos Relacionados

6 comentários

Marcia 15 de julho de 2015 - 13:27

Oi, Fernanda, Vou a Budapeste, Viena e Praga entre final de set e início de outubro e seus posts têm me ajudado no planejamento. Parabéns pelos comparativos de custo dos passes de Viena e Budapeste. Eu nunca compro passes porque faço as contas por alto e acho que não compensa – e porque gosto de caminhar, então você já resolveu uma parte do problema para mim! Thanks for sharing.

Reply
Fernanda 15 de julho de 2015 - 17:15

Imagina. Em Viena e Budapeste usei muito o transporte público. Em Praga quase nada.

Reply
Lidiane Albuquerque 14 de março de 2017 - 08:51

Olá Fernanda, adorando seus posts ! Preciso de uma dica, qual a melhor região para se hospedar em Budapeste ? Onde recomendaria ? Obrigada.

Reply
Fernanda 14 de março de 2017 - 20:33

Olá, Lidiane! Eu fiquei no lado Peste, perto da estação de trem. Acho que a melhor área é no centro de Peste mesmo (perto do rio é um plus).

Reply
Mauro 17 de março de 2017 - 12:38

Olá, Fernanda!

Muito boas dicas! Vou pra Budapeste agora em abril e teu blog tem me ajudado com informações sobre transporte e atrações. Obrigado!

Reply
Fernanda 18 de março de 2017 - 09:47

Olá! Que bom que gostou do blog.

Reply

Deixe um Comentário