Home Destaque Dicas de Porto de Galinhas

Dicas de Porto de Galinhas

por Fernanda

Atualizado em 3 de maio de 2022

Porto de Galinhas é um dos destinos mais visitados do nordeste. Está localizada a apenas 50 km de Recife, capital de Pernambuco, e oferece uma boa infraestrutura, além de lindas praias.

A título de curiosidade: o nome Porto de Galinhas vem da época imperial em que era proibido comercializar escravos no Brasil e os navios atracavam com os porões cheios de escravos e a senha para informar os traficantes era: “tem galinha no porto”. Apesar de ter uma história bem triste, o nome ficou.

As galinhas espalhadas pela vila

Onde ficar em Porto de Galinhas

Se você gosta de agito ou de estar próximo do comércio, bares e restaurantes, é melhor ficar na vila (centro). Já se o objetivo da viagem é curtir o hotel e as mordomias do resort, fique em Muro Alto. O Cupe também oferece boas opções de hospedagem com preços mais convidativos e Maracaípe tem aquela vibe hippie e é ótima para os surfistas que encontram o mar propício para o esporte.

Boas opções de hospedagem no Centro de Porto de Galinhas: apartamento para família Flat Privê Cozumel (RESERVE AQUI), Pousada Quatro Estações (RESERVE AQUI)

Boas opções de hospedagem em Muro Alto: Samoa Beach Resort (RESERVE AQUI), Nannai (RESERVE AQUI), Summerville (RESERVE AQUI)

Boas opções de hospedagem no Cupe: Tabaobi Smart Hotel (RESERVE AQUI), Enotel (RESERVE AQUI), Pousada Tabajuba (RESERVE AQUI)

Boas opções de hospedagem em Maracaípe: Xalés de Maracaípe (RESERVE AQUI), Pousada dos Coqueiros (RESERVE AQUI) e Pousada Maracabana (RESERVE AQUI). 

Pousada Quatro Estações no centrinho de Porto de Galinhas

O que fazer em Porto de Galinhas

Esse é um destino praiano, então é primordial escolher uma época boa (de setembro a março) para visitar a região. Visitar Porto de Galinhas durante a época de chuvas (de abril a agosto) definitivamente não é uma boa ideia. 

Passeios populares em Porto de Galinhas 

Como eu já disse, Porto de Galinhas é um destino de praias, então os passeios em sua grande maioria são para as praias próximas. Também aproveito para dizer que não é primordial alugar carro, a não ser, claro, que você faça questão. Obviamente estar de carro confere uma liberdade maior ao roteiro, mas saiba que os passeios oferecidos pelas agências funcionam muito bem.

As pousadas e hotéis oferecem passeios em parcerias com agências. Caso queira, há inúmeras agências de turismo espalhadas pela vila. Dica: fechando no centrinho há uma possibilidade maior de negociação, principalmente se você fechar mais de um passeio com a mesma agência.

1 – Piscinas Naturais

Quando a maré fica baixa, formam-se as piscinas naturais. A mais famosa em Porto de Galinhas é a da Praia da Vila.

Jangadas para as piscinas naturais de Porto de Galinhas

 Leia também  

2- Passeio de Buggy

Existe uma associação de bugueiros e os preços são tabelados, mas na prática conversando com o bugueiro você consegue negociar (principalmente fora dos picos de alta temporada). Particularmente acho o valor do passeio “Ponta a Ponta” bem caro (na faixa de R$350,00), porém é bem popular em Porto de Galinhas.

Saiba que você pode visitar de forma bem mais barata todas as praias do passeio de buggy de carro (ou táxi/uber). A única coisa que você não consegue fazer de carro é entrar em uma parte específica da estradinha que vai para a Praia de Maracaípe e tirar foto com o tal “drone humano”, pessoas que ficam em cima dos coqueiros tirando fotos de quem está dentro do buggy.  

Passeio Buggy Ponta a Ponta

Em março/2021 eu fui para as praias do passeio a pé ou de uber até porque passei vários dias em Porto de Galinhas e queria economizar.  

Os passeios de buggy são praticamente iguais, o que muda é a quantidade de horas e a rota (geralmente de acordo com a maré que acaba ditando qual praia você irá visitar primeiro).

Acabei fazendo o passeio em novembro/21 na parte da manhã porque era meu último dia da viagem. Todavia minha sugestão seria fazer de tarde para curtir o pôr do sol em Maracaípe (principalmente se você não tiver alugado carro). Até dá para chegar lá de uber, mas depois é meio complicado (e carinho) conseguir um uber na volta. A fila de espera é grande e os preços  sobem consideravelmente. Se você for com o buggy, o bugueiro já estará te esperando para te levar de volta à pousada/hotel. 

Praia de Muro Alto, a minha preferida em Porto de Galinhas

3 – Praia dos Carneiros

Esse é outro passeio super popular em Porto de Galinhas e um dos mais vendidos. 

A Praia dos Carneiros é linda e definitivamente vale a visita. Em outra viagem, cheguei a ficar hospedada em Carneiros para aproveitar ainda mais a praia.

praia dos carneiros
Praia dos Carneiros

Não há muita diferença entre os passeios vendidos pelas agências, apenas o ponto de apoio. Algumas trabalham com o tradicional Bora Bora, outras com o Mustak. Você pode escolher o passeio com ou sem o catamarã. Eu particularmente não achei o passeio do catamarã imperdível. Perde-se muito tempo e quando você volta a praia ela já está cheia e quase não dá para aproveitar. 

Outra coisa que notei é que os turistas ficam concentrados na área da praia em frente aos restaurantes e vão até a igrejinha, mas esquecem de visitar a parte mais bonita da Praia de Carneiros que é a parte de praia depois do Bora Bora. 

Se você estiver com carro alugado pode ir para Carneiros por conta própria, mas terá que pagar o estacionamento e já adianto que em Carneiros os valores são bem inflacionados. 

4 – Maragogi

Maragogi também é outro passeio bastante popular para quem vai para Porto de Galinhas mesmo ficando em outro estado (Alagoas). 

Em março/21 eu fiz esse passeio para Maragogi em esquema bate-volta duas vezes. Na primeira fui com uma amiga. Fechamos um passeio privativo. Praticamente todos os motoristas de uber oferecem esse passeio e os taxistas também. Basta negociar. 

Eles se programam para sair de Porto de Galinhas em um horário que você consiga chegar em Maragogi a tempo de visitar as piscinas naturais.  Novamente: não é todo dia que você consegue visitar as piscinas. Depende da maré. 

piscinas naturais maragogi
Piscinas naturais Maragogi

Quando fomos com o motorista, fizemos o passeio das piscinas e depois ficamos mais um tempo curtindo a praia. 

Minha opinião bem sincera: se você não sabe nadar ou não faz nenhuma questão de fazer snorkelling, não recomendo o passeio. Ao contrário de Porto de Galinhas que as jangadas chegam nas piscinas em 5 minutos, em Maragogi, as galés (piscinas) são bem afastadas. O passeio das piscinas leva entre 2 horas e meia/3 horas e se você só tem 1 dia em Maragogi, você vai perder o mais bonito da praia –  formação dos bancos de areia e a possibilidade de andar a pé mar adentro na maré baixa. 

Outros pontos importantes a serem considerados caso queira fazer um passeio bate-volta para Maragogi: perguntar para a agência em qual praia fica o ponto de apoio. Alguns passeios ficam em um ponto de apoio no centro de Maragogi e outros em Barra Grande. 

Minha sugestão: opte pelos passeios ficam em Barra Grande. Por que? Porque é nessa região que ficam as praias mais bonitas de Maragogi e você pode ir andando para Antunes (a praia mais bombada de Maragogi). 

Na segunda vez que fui para Maragogi, contratei um passeio de excursão mesmo (van), mas sem o passeio de lancha. Ah, esse é outro ponto importante e que muita gente não sabe: você pode sim comprar o passeio para Maragogi sem o passeio de lancha. É só negociar com a agência. 

Outra coisa: caso você esteja sozinho e queira passar uns dias em Maragogi, você pode negociar com a agência também para comprar um desses passeios de 1 dia e não retornar. Eu fiz isso. Levei uma mochila para Maragogi, paguei 2 passeios (para conseguir retornar em outro dia) e fiquei lá em Maragogi. Fechei com a Arraial Novotur Passeios. A Nina e o Henrique são super solícitos, os preços são bons e o serviço oferecido é excelente. 

Sem contar que o ponto de apoio deles é o Meraki. Foi lá que comi o melhor peixe da viagem. É um ótimo ponto de apoio, seguro, limpo e com preços bem razoáveis considerando que está em uma das praias mais badaladas de Maragogi. 

Fica mais barato fazer esse esquema do que alugar um carro e pagar o combustível, principalmente quando estamos viajando sozinho.

meraki beach maragogi
Meraki Beach Maragogi

5 – Ilha de Santo Aleixo

Outro passeio oferecido é o da ilha de Santo Aleixo. Em março/2021 eu acabei não visitando porque não tinha dado tempo. Em novembro/2021 estava com um dia livre e resolvi conhecer um lugar diferente. 

Minha opinião: a ilha é bonita sim, mas a estrutura deixa a desejar. O atendimento nos “restaurantes” é sofrível, não tem banheiro, faz muito calor e as tais piscinas naturais são bem mais ou menos quando comparadas com as de Porto de Galinhas. E a outra parte da praia é linda, mas para entrar no mar é mais complicadinho porque é cheio de pedras. 

Há serviços de fotógrafos na ilha. Paguei R$80,00 por fotos ilimitadas (preço para até 2 pessoas). 

Resumindo: achei a ilha bonita, mas não achei um passeio imperdível. Há praias mais bonitas ali mesmo na região de Porto de Galinhas. Cupê e Muro Alto, por exemplo. Eu priorizaria essas praias antes de ir para Aleixo.

Ilha de Santo Aleixo

6 – Recife e Olinda

Outro passeio oferecido pelas agências é o de Recife e Olinda. Seria uma opção para quem comprou um pacote direto para Porto de Galinhas, por exemplo, e nem visitou Recife. Esse é um passeio com uma pegada mais histórica.

Recife

6 – Passeio São Miguel dos Milagres

Esse não é um passeio popular, mas algumas poucas agências vendem o passeio. É longe e é puxado, mas se você sonha em conhecer esse pedacinho do paraíso em Alagoas também é possível saindo de Porto de Galinhas. 

Aliás, foi pesquisando passeios de Porto de Galinhas – Milagres que encontrei a Arraial Novo Tour Passeios. Eles fazem esse passeio 1 vez na semana durante a alta temporada. 

 

Praia do Patacho, São Miguel dos Milagres

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário