Home Destinos InternacionaisÁsiaCamboja Como atravessar a fronteira de Bangkok para Siem Reap

Como atravessar a fronteira de Bangkok para Siem Reap

por Fernanda

Atualizado em 23 de dezembro de 2017

Um dos assuntos mais comentados nos blogs gringos é o pesadelo que pode ser atravessar a fronteira de Bangkok para Siem Reap via terrestre. Inúmeras histórias de golpes, atrasos nos ônibus, cobranças indevidas e por aí vai. Mas com esse passo a passo que vou dar agora, é realmente impossível ser enganado. Existem várias opções para cruzar a fronteira. São elas:

Fronteira de Bangkok para Siem Reap (Tailândia – Camboja). Opções:

1) Ônibus normal saindo da rodoviária de Bangkok e chegando em Poi Pet (cidade da fronteira) .


Viaje despreocupado para a Tailândia
Viaje tranquilo e despreocupado com seguro viagem. Faça sua cotação e ainda ganhe 10% de desconto.
 
 

Você faz tudo sozinho e chegando em Poi Pet deve pegar um ônibus ou um táxi compartilhado até Siem Reap. É a opção com menos chance de ser enganado. Desvantagem: você paga seu transporte até a rodoviária.

2) Minibus (van) saindo da Khao San Road até Siem Reap, com troca de van em Poi Pet

Valor: 400 baht. Em teoria é a mais simples, mas na prática é um pesadelo. A van vai parar algumas vezes no caminho, os tailandeses vão tentar te convencer que não dá para fazer o visto na fronteira e vão querer que você faça com eles (pagando o dobro obviamente e sem avisar), vão tentar te colocar num hotel caro, dizendo que o hotel que você reservou, não existe e por aí vai. E caso você consiga escapar das lorotas dos tailandeses, na fronteira, os cambojanos tentarão te convencer que é impossível fazer o visto sozinho, que você precisa de hotel e etc. Você sairá de Bangkok de manhã e chegará em Siem Reap às 20h30.

3) Minibus (van) saindo da Khao San Road + táxi compartilhado partindo de Poi Pet até Siem Reap comprado nas agências

Novamente, outro golpe. Essa brincadeira vai sair pelo menos uns U$7 mais cara e chegando na fronteira você vai ter que esperar os caras arranjarem mais 3 pessoas para o táxi sair. Se você está morrendo de medo de atravessar e não se importa em pagar U$7 a mais, talvez essa seja uma boa opção. Porém, lembre que com U$7 é possível pagar uma noite em um hotel simples para duas pessoas em Siem Reap.

4) Minibus (van) saindo da Khao San Road + táxi compartilhado partindo de Poi Pet até Siem Reap + visto comprado nas agências

Aqui a brincadeira vai sair pelo menos U$20 mais cara do que se você fizesse tudo sozinho. Não recomendo.

O que eu fiz?

Comprei o minibus (van) até a fronteira. Paguei 300 baht e tive que entrar em várias agências e dizer que só queria ir até a fronteira. Obviamente que ninguém irá te oferecer essa opção. Seja firme e negocie o valor, porque normalmente eles querem cobrar o mesmo valor de quem está indo até Siem Reap que é 400 baht.

A van passou para me pegar às 7h00. Ficamos uma hora rodando até encher a van. Seguimos viagem com apenas duas rápidas paradas no caminho (para banheiro) e por volta do meio-dia paramos em um lugar para almoçar. Lá, começou a palhaçada dos tailandeses. Primeiro eles separaram o grupo – quem tinha comprado só até a fronteira e quem tinha comprado até Siem Reap. Primeiro eles tentaram nos convencer (os da fronteira). Perguntaram se tínhamos visto, hotel e como faríamos para atravessar. Depois, eles simplesmente entregaram formulários de visto para os outros que iam até Siem Reap sem informar que aquele era um serviço à parte. Horas depois, fui saber por um casal de suíços que estava na mesma van (e estavam hospedados no mesmo hotel que eu) que os caras cobraram 1.200 baht para fazer o visto para eles. Isso é U$40 (o dobro do valor do preço oficial do visto).

O que eu fiz?

Disse que já tinha visto e que meu namorado estava me esperando na fronteira. Era mentira, mas funcionou. Consegui escapar da máfia tailandesa dos vistos. Saí em direção à fronteira com um casal de irlandeses que também já tinham se tocado do golpe. Antes de atravessar, cambojanos nos disseram que não conseguiríamos pegar o ônibus, que eles tinham táxi barato e etc. Fingimos surdez e continuamos andando até a imigração da Tailândia.

IMPORTANTE: a ponte é uma zona. Siga o fluxo de turistas e encontre a imigração tailandesa. Carimbe seu passaporte. Não é preciso pagar nada. Fique atento, porque vai ter gente tentando te convencer que você tem que pagar para sair da Tailândia.

Depois que sair da imigração da Tailândia, continue andando. É uma zona, o lugar tá cheio de vendedores ambulantes, cassinos e etc, mas continue andando e logo você verá uma indicação de “Visa on Arrival”. Entre na salinha e peça seu visto. Leve uma foto 3×4. Por favor, memorize isso que vou escrever aqui antes de pagar seu visto. TAXA OFICIAL DO GOVERNO PARA EMISSÃO DO VISTO É DE U$20. Só que os policiais são tão cara-de-pau que inventaram uma taxa de 100 baht (U$3,3) e tentam convencê-lo que essa taxa é uma espécie de selo para a foto. É MENTIRA!!!

Os turistas desavisados pagam achando que é oficial (mesmo com uma placa gigante dizendo que custa U$20). Entregue apenas o valor do visto e a foto quando o policial falar U$20 + 100 baht + 1 foto 3×4. Eu fui a primeira a fazer e os irlandeses estavam atrás e nós três já havíamos combinado de não pagar. O policial tentou me extorquir e entreguei os U$20, a foto e meu passaporte. Ele olhou e me pediu os 100 baht. Eu respondi com um: “você pode me dar o recibo e anotar seu nome no mesmo recibo, por favor?”. Pronto! Foi o suficiente para ele não falar mais nada (eles são muito corruptos). Cinco minutos depois, ele devolveu meu passaporte com o visto.

Bom, depois da imigração do Camboja andamos mais um pouco e pegamos o ônibus gratuito até a estação de Poi Pet. Lá nosso objetivo era encontrar mais uma pessoa para dividir o táxi até Siem Reap. Tentamos uma negociação lá no balcão e ninguém queria levar só nos três com desconto. Depois, arranjamos mais uma pessoa e eles queriam cobrar U$12 para cada um. Batemos o pé, ameaçamos sair da estação e procurar um táxi na rua e mesmo assim eles não abaixaram o preço.

Fomos até a rua e em menos de dois minutos encontramos um taxista disposto a nos levar por U$33 (U$11 para cada um) e nem precisamos dividir o táxi com mais ninguém. Foi uma viagem de duas horas. Chegamos em Siem Reap às 15h00.

Chegamos em Siem Reap e o taxista nos deixou em um lugar cheio de tuk tuks. Eles nos separaram ali. O casal seguiu em um tuk tuk e eu em outro. Um cambojano queria entrar no meu tuk tuk, mesmo eu insistindo que já tinha hotel. Ele olhou minha reserva e falou com a cara mais lavada do mundo – “esse hotel não existe”. Aí eu respondi – “meu namorado já está lá desde ontem. Ele existe sim e já está pago”.

Cheguei no hotel por volta das 15h00. Encontrei o casal de suíços quando eles chegaram – às 20h00. A viagem deles durou 13 horas no total.

Para resumir: atravessar a fronteira não é difícil. Só tem que ficar atento. Na hora de chegar no hotel, seja firme. Eles são muito bons de lábia, verdadeiros profissionais. Eles querem te convencer a ficar nos hotéis que eles ganham comissão. Se preciso, invente namorado (a), irmão (a), mãe, pai ou qualquer pessoa. Assim você os intimidará. Vá de van ou ônibus só até a fronteira e depois faça tudo por conta própria. Mantenha a calma. Respire fundo e “keep walking”. Não precisa ter medo. É tudo muito seguro. Não pague os 100 baht da propina dos policiais corruptos. Caso você esteja sozinho e não encontre gente para dividir o táxi, mantenha a calma e pegue o ônibus. Demora 3 horas e custa U$9.

 

40 comentários
0

Artigos Relacionados

40 comentários

Tailândia | Preciso Viajar 8 de agosto de 2012 - 21:18

[…] arredores de Bangkok Ayutthaya Chiang Mai Krabi Koh Phi Phi e Maya Bay Koh Tao Phuket Como atravessar a fronteira de Bangkok para Siem Reap no Camboja Como viajar pela […]

Reply
Simone 12 de outubro de 2012 - 22:38

Oi Fer! Gostei das dicas e por mostrar as “roubadas” , já li em outros blogs que o negócio é bem chatinho e cheio de malandragem mesmo.

Me diz uma coisa: e voltar de Siem Reap até Bangkok, é o mesmo processo só que invertido? Ou tem jeito mais rápido e prático?
De Siem Reap vc foi para onde depois?
Se puder me ajuda, essa parte de ir e voltar é que tá dificultando meu itinerário, pois se perde muitas horas na viagem, que ainda por cima é durante o dia!

Brigadaaaa!

Reply
Fernanda 13 de outubro de 2012 - 11:41

Oi Simone! Então, a volta é tranquila porque como não precisamos de visto para entrar na Tailândia, o esquema da corrupção nao existe. Eu não voltei para Bangkok, fui em direção a Phnom Penh, a capital do Camboja. Na volta, existem diversas vans com diferentes horários, mas é bom considerar pelo menos 7 horas para o trajeto, porque você atravessa a fronteira a pé.

Reply
Liliana 11 de dezembro de 2012 - 17:26

Oi, Fernanda! Boas dicas no seu blog, muito legal. Estamos indo pra Tailandia e queremos fazer esse itinerario, porem depende de uma coisa em relacao ao visto: Podemos passar cerca de 3 dias no Camboja e voltar tranquilamente pra Tailandia? Temos que pegar outro visto? Pagamos pra isso?
Valeu!!!

Reply
Fernanda 11 de dezembro de 2012 - 19:54

Você terá que pagar só o visto do Camboja que custa U$20 (cuidado com as extorsões). Na Tailândia, o visto é grátis e eles dão na hora que você chegar no país. Leve o certificado internacional da vacina da febre amarela.

Reply
Simone 24 de novembro de 2012 - 11:49

OI Fer! Eu de novo tentando achar mais dicas neste post!

Me diz uma coisa: vc sabe me indicar o site da rodoviária de Bangkok ou mais info a respeito? Queria pegar o onibus normal da opção 1 que vc citou, mas como, onde, quando? hehehe

Se souber me avisa, super agradeço! (tem tanta opção de trasnporte lá que a gente fica até perdido!)

Reply
Fernanda 25 de novembro de 2012 - 07:40

Não sei se tem site, muito menos se está em inglês ou se dá para comprar a passagem online. Desconfio que não. Esse é o tipo de coisa que você vai descobrir lá, perguntando na recepção do hotel. E para chegar lá, pegar táxi mesmo, sempre pedindo para o taxista ligar o “meter”.

Reply
Rodrigo 6 de janeiro de 2013 - 00:46

Fernanda, quantos dias seriam necessário saindo de Bangkok to Laos e Cambodia, e voltar para Bangkok? Isso via terrestre. Seria possível fazer saindo de Thailand para Laos depois Cambodia, ou Cambodia depois Laos e voltar para Thailand em 5-7 dias? Desculpa estar fazendo tantas perguntas.

Reply
Fernanda 6 de janeiro de 2013 - 10:35

Sugiro que você primeiro decida as cidades que quer visitar em cada país, veja quantos dias são necessários para cada, depois pegue um mapa e veja as distâncias e cidades de fronteira. Mas não é tão simples assim se locomover via terrestre. As estradas são péssimas e tudo demora. Do Laos para o norte da Tailândia levei quase 20 horas. Melhor fazer menos países e aproveitar mais do que ficar 2 dias em cada lugar.

Reply
Tarcisio Couto 12 de outubro de 2013 - 00:01

Fernanda, não recomenda fazer aéreo?

Planejo assim:
Voar BKK-REP (Camboja)- 3 dias
depois,
Voar REP-HAN (Vietnã) – 3 dias, sendo dois num barco em Ha Long Island.
Sair do Barco e pegar uma van direto pro aeroporto e voar pra Laos.
Voar HAN-LPQ (Laos, Luang Prabang) – 3 dias
depois,
Voar LPQ-CXN (Chiang Mai) – 3 dias
Depois voltar a BKK, dormir e no outro dia go home.

O que acha? Recomenda fazer aéreo?
O que achou do roteiro?

Obrigado

Reply
Fernanda 13 de outubro de 2013 - 13:11

Dá para fazer voando sim.

Reply
Tarcisio Couto 13 de outubro de 2013 - 15:51

Você recomenda? Já fez? A migração é tranquila?

Reply
Fernanda 13 de outubro de 2013 - 19:44

Mas esse post inteiro é baseado na minha experiência atravessando a fronteira.

Reply
Dayana 27 de outubro de 2013 - 19:39

Fernanda, eu aqui de novo!
Você acha ok fazer esse trajeto de Bangkok para Siem Reap de ônibus a noite? Devo chegar em Bangkok (vindo de Chiang Mai)por volta das 19h, chego no aeroporto, estou pensando em ir direto para a rodoviária e pegar o ônibus para a fronteira. Consigo ônibus saindo fácil ou devo comprar com antecedência?
Beijos e obrigada!
Dayana

Reply
Fernanda 28 de outubro de 2013 - 17:10

Não sei se tem ônibus de madrugada.

Reply
Ciro 29 de outubro de 2013 - 17:32

A foto é 3×4 mesmo? Procurei num site e vi que devia ser 5×7. Ou tanto faz?

Reply
Fernanda 29 de outubro de 2013 - 23:20

3 x 4

Reply
Nana 24 de novembro de 2013 - 23:37

Fernanda, eu estou simplesmente apaixonada pelo seu blog. Muitas informações úteis e textos muito explicativos. Ajuda com uma dúvida? Lembra quais são os horários de saída dessas vans? Eu chego no aeroporto de Bangkok 13h e queria ir direto para Siem Reap.
Beijos e obrigada!

Reply
Fernanda 25 de novembro de 2013 - 00:19

A que eu peguei saía muito cedo, tipo 7 da manhã. Melhor você descansar uma noite em Bangkok, se recuperar do fuso e depois ir para Siem Reap (minha opinião. Bangkok é legal também. rs

Reply
Paulo 7 de janeiro de 2014 - 15:58

Olá! em março de 2013 viajamos de Chiang Mai (Tailândia) para Siem Reap, pela Bangkok Airways, tudo muito tranquilo, com escala em Bangkok (o aeroporto é enorme, mas não foi difícil localizar o portão de embarque). Chegando em Siem Reap, pasme, o sujeito que foi carimbar meu passaporte (após a obtenção do visto, que é num balcão imediatamente anterior aos guichês da imigração), pediu para minha esposa sair de perto e pediu uma gorjeta, descaradamente… ser brasileiro nessas horas é uma vantagem, disse que não entendia o que ele estava falando, ele devolveu os passaportes e entramos no país tranquilamente. Existem voos muito baratos de Bangkok para Siem Reap, vale a pena dar uma pesquisada!

Reply
Thiago 3 de fevereiro de 2014 - 18:44

Oi Fernanda! Muito bom o seu post, eu havia visto um video (diario de bordo) de uns brasileiros relatando que precisa mesmo ter cuidado, mas o seu relato foi ótimo.
Uma pergunta: Existe problema de ir de Bangkok até a fronteira de trem? Vc só mencionou a van, mas acredito que o trem seja mais tranquilo (apesar que li em outros posts seus que vc não gosta mto de trem, é isso?).
Obrigado 😉

Reply
Fernanda 4 de fevereiro de 2014 - 08:29

Não é nem isso. Não existe a opção de chegar de trem até lá. É ônibus de linha ou van.

Reply
gustavo 27 de abril de 2014 - 08:06

Ola Fernanda..to indo pra tailandia em setembro…queria algumas informacoes sobre o clima la..dizem q chove muito nessa epoca…esse eh meu medo….e tb em chiang mai queria sabe se tem algum site pra fazer aqueles passeios de elefantes nas fazendas e tals..se puder responder…super agradecido desde ja!!!

Reply
Fernanda 27 de abril de 2014 - 22:14

Sim, é época de chuvas.

Reply
Sandro Silva 23 de setembro de 2014 - 08:31

Olá. Gostaria de saber se é possível alugar carro ou moto para ir até siem reap? E claro se é segura a viagem.
Obrigado

Reply
Fernanda 23 de setembro de 2014 - 19:45

Possível é, mas não recomendo. O trânsito é caótico e a maioria da sinalização é feita nas línguas locais. Além disso, não faço ideia de como seria alugar em um país, cruzar para outro e depois devolver no segundo país ou retornar para o primeiro com o carro/moto.

Reply
victor 21 de novembro de 2014 - 13:07

adorei seu blog! tira minha duvida, fiquei bem curioso de conheçer cambodja como eu faço pra ir de avião, melhor forma de ir? (mais economica por favor rs)

Reply
Fernanda 24 de novembro de 2014 - 19:49

Melhor forma é voar do Brasil para algum destino maior na Ásia, como Bangkok, Singapura ou Kuala Lumpur e de lá pegar outro voo para o Camboja.

Reply
Ana 11 de janeiro de 2015 - 06:03

Ola fernand, td bem?
Qto tempo dura a viagem entre bangkok e siem reap?
🙂

Reply
Fernanda 14 de janeiro de 2015 - 20:52

Umas 6 horas com as paradas e imigração.

Reply
Andrea Domenico 19 de janeiro de 2015 - 04:16

Oi Fê, tudo bem? Estou montando meu roteiro pela Tailândia, Camboja, Laos e Vietnam. Nunca achei que fosse tão difícil então esse post e seu blog veio pra me salvar. Li o texto acima, vi que você escolheu a opção da mini van, mas pelo relato parece que a melhor opção é a 1, está correto? Eu e meu marido gostamos de fazer tudo de forma independente sem guias e grupos de turismo.

Bjos!

Reply
Fernanda 19 de janeiro de 2015 - 21:28

Sim.

Reply
Marcella 9 de julho de 2015 - 09:37

Oi Fernanda,

Quantos dias acha necessário para Cambodia?!
Tem como passar algum roteiro que tenha feito? Você pegou guia em Siem Reap ou foi só?!

Obrigada

Reply
Fernanda 9 de julho de 2015 - 20:39

Depende do que você vai querer ver por lá. Se for só Siem Reap, 3 ou 4 dias já daria. Não peguei guia e me arrependi. Vale a pena.

Reply
aRIANA 16 de agosto de 2016 - 18:03

Fernanda adorei as informaçoes, mt uteis.
Saindo de Siem Reap, como faz p chegar a koh Rong? pq so vi de aviao, teria outro trajeto mais barato?

Reply
Fernanda 18 de agosto de 2016 - 08:16

Ônibus e barco. Mais barato, porém bem mais demorado.

Reply
Tanaguchi 28 de agosto de 2016 - 20:53

Fernanda obrigado pelo post, muito util!!!! Nota 10!!! ^^

Reply
Fernanda 28 de agosto de 2016 - 20:58

Obrigada!

Reply
rafael 14 de dezembro de 2016 - 04:38

parceira, eu to perdido na tailandia e esse texto foi o melhor que encontrei sobre o assunto

me tira uma duvida… qual é a fronteira que voce usou? eu tava pensando em fazer o e-visa pra evitar extorçoes e ai eu achei esse site
http://www.cambodiaimmigration.org/faq/the-entry-port-which-i-wish-to-enter-cambodia-does-not-support-e-visa-what-can-i-do

que parece ser serio e do governo, falando quais lugares aceita o tal e-visa….

so que eu nao acho essas cidades no google maps =b

da uma forcinha ai… qual o ponto da fronteira voce cruzou no relato? voce sabe de outros [voce cruzou pra voltar pelo mesmo?]

abraços da tailandia [que vale mais do que um beijo =b]

Reply
Fernanda 14 de dezembro de 2016 - 08:07

Pelo menos na época que eu fui, o e-visa só era aceito para quem chegava de avião. Na fronteira terrestre não era possível. Não sei se isso mudou também, pois fui já faz uns anos. Eu atravessei por Aranyaprathet (Thai) e a cidade no Camboja era Poipet. De lá fui para Siem Reap.

Reply

Deixe um Comentário